Você já conhece o Google Cardboard?

Se você é desses que tem vontade de testar os mais novos gadgets de realidade virtual, os famosos óculos de realidade virtual, esse novo óculos de papelão pode ser uma ótima alternativa

Postado dia 02/03/2017 às 08:30 por Robinson Vinícius

cardboard

Foto: Reprodução

Você já deve ter visto a nova hype tecnológica, queridinha das empresas, principalmente as de games, o famoso Óculos VR. Produzido por diversas empresas diferentes, sob diversos nomes diferentes. Com intuitos diferentes, os óculos de realidade virtual têm por objetivo, como o próprio nome promove, te imergir em uma realidade construída. Essa realidade se expande a diversas áreas, conforme a necessidade do negócio.

Na indústria de games, área pioneira na idealização dos óculos, os modelos servem para te imergir em diferentes mundos, onde você passa a ser um personagem do jogo, por exemplo. Explorado por diversas companhias, desde jogos radicais até jogos de terror, os óculos se mostraram um forte norte para o futuro dos setor.

fold

Mas não se engane, achando que o novo gadget serve apenas para jogos. Uma de suas aplicações mais construtivas é na área da educação. Universidades mundo afora já contam com protótipos que simulam diversas situações que podem agregar conhecimento ao estudante.

Um médico que deve realizar um tratamento cirúrgico em um paciente fará seu aprendizado maximizado através dos óculos. Um profissional em segurança do trabalho pode vivenciar situações de perigo através dos óculos, melhorando então sua conduta e permitindo ainda uma análise dos fatos apurados e mitigar os erros em uma ocasião real.

cardboard

Vale ainda salientar a diferença entre óculos de realidade virtual e óculos de realidade aumentada. Na realidade virtual, você é imergido totalmente em um novo mundo, algo contrário ao mundo real. Já na realidade aumentada, o mundo real passa a ser percebido de forma acentuada com informações adicionais, algo que fora idealizado com o finado Google Glass.

Entretanto, nem tudo é mágica. Por ser um projeto ainda pioneiro, o custo desses óculos se torna muito acima do acessível pela população toda. Sua fabricação ainda é muito cara, grande fator que influência a baixa procura dos óculos.

cardboard2

Vendo esses problemas, o Google, uma das empresas mais influentes no ramo da tecnologia, criou uma alternativa baratíssima aos grandes preços cobrados pelas empresas. O Google Cardboard, de tradução livre para ‘Óculos de Papelão’, é exatamente isso que o nome sugere: uma estrutura feita de papelão, com duas lentes bifocais, e ainda podendo conter um imã.

Já disponibilizado desde o anúncio dos óculos de realidade virtual, o Cardboard voltou a ser grande referência agora, devido ao lançamento dos outros óculos. O Google disponibiliza os moldes em seu site, para que você mesmo possa criar os óculos em sua casa. A mágica, no entanto, se dá inteiramente através do seu smartphone. Repleto de aplicativos que simulam uma realidade paralela, tanto Iphone, como qualquer outro smartphone se tornam um poderoso apetrecho de realidade virtual.

cardboard3

Para isso, basta baixar em seu smartphone os aplicativos em suas respectivas stores, ou ainda acessar o aplicativo do Youtube que contém diversos vídeos em 360°, e por último, acoplar o seu celular na caixinha do Cardboard para se divertir muito. Em conjunto com a tela do smartphone (que se divide nos aplicativos ou vídeos de realidade virtual), as lentes bifocais te imergem em um mundo paralelo. O ímã ainda serve se auxílio, imitando o toque na tela, permitindo assim maiores interações.

Se você sempre quis ter a sensação de como seria mergulhar com tubarões, pular de um avião, ou ainda explorar uma casa mal-assombrada, esse gadget de papelão com certeza será uma ótima pedida. Para construí-lo, basta entrar no site do Google Cardboard e seguir as instruções. Divirta-se.

#:
Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Robinson Vinícius

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter