Tesouro direto: a nova poupança

Os brasileiros têm uma nova opção de investimento (na verdade, não tão nova assim). E muitos deles estão aproveitando a oportunidade

Postado dia 17/12/2015 às 00:07 por Maiara Madureira

cofrinho

O Tesouro Direto é uma forma simples e segura para investir em títulos públicos, que vêm rendendo bons juros e de uma forma segura. Qualquer brasileiro que possui um CPF pode investir no Tesouro Direto, bastando, para tanto, abrir uma conta em um agente habilitado a operar na plataforma online de negociação dos títulos públicos – um banco, uma corretora, uma instituição financeira.

Daí em diante, é só verificar que tipo de serviço seu agente oferece. Alguns bancos, por exemplo, têm a tela de negociação dos títulos dentro do próprio internet banking. Outros fornecem a senha para que o investidor opere diretamente na plataforma de negociação, que é muito simples.

Ultrapassadas as simples etapas burocráticas, é só escolher o título no qual você quer investir. Existem títulos com prazos mais curtos (vencimento para 2017 ou 2018) e mais longos (vencimentos para 2035), títulos que reaplicam os juros recebidos ou não, títulos pré-fixados ou pós-fixados, indexados a SELIC ou IPCA. Em todos eles, o investimento mínimo é baixo (a partir de R$ 30,00, desde que a fatia do título não seja inferior a 1%), permitindo a popularização do investimento.

Fonte: website do Tesouro Direto

A facilidade e a rentabilidade fez com que o número de investidores no tesouro direto crescesse significativamente. Nos últimos nos últimos 12 meses (data-base: outubro), o número de investidores atingiu o patamar de 587.275, um crescimento de 72%.

Fonte: Relatório Balanço do Tesouro Direto (out.2015)

Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Maiara Madureira

Formada no Largo São Francisco, mestre em Direito Comercial pela USP, fã incondicional de decoração e de bons livros

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter