Temos algo a comemorar sobre 2016?

Esse período que se encerra nos mostrou o núcleo do comando verdadeiro que rege o país. A frase que arrisco pra iniciar 2017 é: Instalou-se o medo entre os políticos

Postado dia 04/01/2017 às 09:00 por Vitor Pedroso

comemorar

Foto: Reprodução

 

Salve, Um ano como esse que escorrega taciturno sob nossos pés, com tantas notícias assombrosas, merece comemoração?

Ouso dizer que sim, devemos comemorar 2016. Esse período que se encerra nos mostrou o núcleo do comando verdadeiro que rege o país. Agora temos fartura de provas de que praticamente ninguém nos Três Poderes da República, e também das Forças Armadas, nos representam.

Com tantas prisões de prefeitos e vereadores, em contraste à denúncia do Prefeito de Ferraz de Vasconcelos (Acir Filló – PSDB), que entregou lewandowisk e sua equipe de bandeja, onde mais de 200 sentenças foram vendidas e a questão do prefeito seria de menor importância delituosa e foi indeferida, e, com o advento da promulgação do Novo Código de Processo Civil, as decisões devem ser uniformizadas, deixa a situação do magistrado que lhe negou a mesma providência de outros casos, ultra sensível.

Nessa linha, fica o alerta para os novos prefeitos e vereadores a colocarem as ‘barbas de molho’, o que traz nova esperança ao povo brasileiro que ‘serão roubados com o maior cuidado’, logo, com chance da roubalheira diminuir por absoluta falta de capacidade em roubar sem deixar vestígios.

Em 2016 o lado positivo foi que ficou mais difícil roubar os Cofres Públicos. Nesse exato momento tem muito espertinho bacana de chinelo e bermuda, curtindo o merecido ‘descanso’… no meio da cadeia. Vai comer um marmitex e muitas vezes defecar entre mais pessoas e agachado, enquanto lembra que os parentes estarão se confraternizando. Para todos os parentes de políticos esse foi um Natal de preocupações e dores.

Iniciaremos 2017 com um novo presidente da raça ariana sentado no trono da América do Norte, com a Rainha da Inglaterra divorciada da Europa e terroristas aos baldes alojados dentro de países que lhes acolheram.

A Coreia está limpando as corruptas de lá e aqui na América de Baixo (Sul) o bicho tá pegando, com o Foro de São Paulo se desintegrando e partidos políticos sendo chacoalhados ao terem seus porões mais profundos expostos de forma didática e colorida, com fartura de imagens. Estamos diante dum momento novo, e isso é a parte animadora.

A Sociedade Pensante se uniu e foi às ruas colocar ordem no galinheiro e esse fator fez com que a esperança se renovasse. O próximo período político, que seria de ‘bonanza’ por não ter eleição, vai ser de articulação para votarem lei de anistia aos crimes cometidos. Essa será a tônica do Brasil. Uma guerra entre o comando do país para fazer passar lei que lhes devolva o sono e fingir que administram a combalida economia.

Não tenho esperança no comando do Brasil. Tenho confiança no Tribunal de Haia, que já deu a entender que está prestando atenção nessa parte do planeta, e já está bem desmoralizado com a situação na Venezuela, e vai ter que agir aqui na América de Baixo, para que sucessivas crises não cheguem a ponto de não ter salvação a todo um continente que produz comida para o mundo.

Com a presente formação do STF e STJ, o brasileiro honrado estará deveras tentado a sair do país, ou parar de respeitar leis que são desconsideradas pela elite que comanda o país. Não espere um ano político/econômico que nos satisfaça em 2017. O novo período será de completa incerteza dos rumos do país e saída de investimentos estrangeiros, porque o comando do Brasil está completamente focado em fugir da cadeia e fingir que administra.

Será que Temer termina o mandato, sendo que a lei autoriza eleições indiretas se ele sair nos dois últimos anos do mandato? Imaginem-se no lugar dos acusados que são Senadores e Deputados… vai deixar o posto sem mudar a lei que vai lhe prender e levá-lo a presença de Sérgio Moro no dia seguinte que perder as eleições no meio duma população raivosa?

Já pensou que o Congresso poderá eleger um Presidente da República que pode dar indultos a presos adoidado e editar Medidas Provisórias a favor da liberação de Caixa Dois? Melhor viver a vida com foco particular que nacional, ao menos por essa via poderemos alçar progresso, porque mesmo em crise, existem aqueles que evoluem.

Estou me sentindo saindo de 2016 como se tivesse defecado na roupa e acabado de chegar a um banheiro para efetuar a troca de vestimenta, com a vantagem de conhecer o que vai rolar e poder ao menos colocar uma roupa mais adequada pra ficar na merda por mais tempo.

Saudações Libertárias.

#:
Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Vitor Pedroso

Seguindo ordem de acontecimentos : surfista, atleta de voleibol, agropecuarista, empresário surfwear, caminhoneiro, advogado e espiritualista

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter