Sexualidade, sinônimo de vida

A sexualidade se faz presente desde nossa concepção, originária muitas vezes do amor e entrelaces dos nossos pais, ou seja, a sexualidade é inerente, a sexualidade se faz presente antes mesmo do nosso nascimento

Postado dia 29/03/2016 às 08:30 por Luanda Nogueira

 

sexualidade

Foto: Reprodução/Internet

Muitas pessoas confundem e não sabem a distinção entre sexo e sexualidade. Sexo é a forma como designamos a parte biológica do indivíduo, identidade sexual homem ou mulher, macho ou fêmea numa dada espécie. Sexualidade é a forma como interagimos com o mundo, como expressamos nossos desejos, sonhos e vontade, refere-se ao lado afetivo, psicológico e sexual de uma pessoa, seja ela do sexo feminino ou masculino.

É a maneira como nos relacionamos com o outro, é o afeto que trocamos e recebemos, é toda energia que nos move, dá força em nossas vidas. Por isso, quando um (a) paciente vem com a queixa de falta de desejo, perda de libido e isso independente do parceiro, ele (a) não tem mais vontade de fazer sexo, é importante investigar como está sua saúde, mas principalmente como está o sentido de sua vida, e que desânimo maior é esse, uma vez que sexualidade é expressão de afeto, alegria e bem estar.

Por isso é necessário uma educação sexual nesse sentido, pois são muitas pessoas que não sabem que sexualidade é energia que move. O que está acontecendo com a energia dessa pessoa é muito importante, pois se não se cuidar desse desânimo pode gerar muito transtornos em sua saúde. E compreenda, não estou aqui focando somente na vida sexual da pessoa, mas sim considerando toda sua extensão, pois falar e tratar da sexualidade é algo muito amplo e profundo, subjetivo e cada um carrega a sua história de amores e dores por este vasto caminho.

Temos um quadro variado de disfunções e transtornos sexuais, que podem ser investigados e muitas vezes tratados biologicamente por profissionais urologistas, ginecologistas e psiquiatras, mas na maioria das vezes os quadros permeiam o lado emocional, e estes precisam ser tratados por profissionais que atuam na área da sexualidade como psicólogos, terapeutas sexuais e sexólogos.

A busca de um cuidado e ajuda é muitas vezes um desafio, pois existem muitos tabus e preconceitos acerca da sexualidade, e quando estes chegam até o consultório verifico o quanto de barreiras esse paciente teve que atravessar para chegar até nós profissionais. Os homens ainda infelizmente tem muita resistência em procurar ajuda nesse sentido, e isso é compreendido culturalmente. As mulheres buscam talvez com menos barreiras, apesar de ser uma tarefa difícil pra elas também.

Mas o importante é buscar ajuda e não protelar esse cuidado maior com a saúde sexual, pois sempre haverá tratamento eficaz para cada caso. Como qualquer disfunção ou patologia, se não tratada, o quadro pode ficar mais grave e crônico, por isso procure ajuda o quanto antes.

Tratar da sexualidade é cuidar amorosamente de sua vida, pense nisso e cuide-se, aliás, como está seu ânimo de viver neste momento? Como está a expressão da sua sexualidade…

Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Luanda Nogueira

Psicóloga com Enfoque em Sexualidade Humana, Educação e Saúde Sexual.

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter