Saia da zona de conforto e seja feliz

O poder de mudança para a felicidade está e estará sempre em suas mãos. Você é o criador de sua realidade

Postado dia 20/12/2016 às 08:30 por Alice Salgado

zona

Já ouviu alguém reclamar que não AGUENTA MAIS a situação em que vive? Seja essa situação o emprego, o casamento, o(a) namorado(a), a casa que mora, os vizinhos, o carro que vive quebrando.

NÃO AGUENTA MAIS levantar todos os dias para trabalhar no local em que está há mais de 5 anos, onde não suporta o chefe e os colegas de trabalho. No entanto, apensar de NÃO AGUENTAR MAIS, continua até ver o que vai dar!

Quantas pessoas falam isso diariamente? Lembra de você falando algo do gênero? Pois é, temos a tendência de ficar por anos amargurando uma situação de que não gostamos, que é incômoda, que nos faz mal, mas não mudamos. Normalmente não mudamos por medo de a situação piorar!

No entanto, a mudança é necessária, porque quando algo começa a incomodar é porque não está legal, não nos faz mais feliz! Então, porque continuar vivendo a mesma vida chata, triste, cheia de dores, com falta de dinheiro, com falta de paixão? Se esta vida não está mais dando certo, está na hora de virar a página!

Quando sentimos dentro de nós aquela sensação de “NÃO DÁ MAIS”, é porque já chegamos no limite de aguentar certas situações!

Muitas pessoas estão vivendo no período de NÃO DÁ MAIS, NÃO AGUENTO MAIS. No entanto, continuam prorrogando a situação de mudança! Essas pessoas simplesmente adoecem! É comum encontrar aquele colega de trabalho ou um parente próximo que estão sempre doentes e cheio de dores pelo corpo, vivem gripadas, com dores de cabeça diárias, não dormem bem, e em algumas situações se desequilibram tanto com a vida que precisam tomar remédios para sentir-se bem.

Quando persistimos em viver a vida que NÃO DÁ MAIS, é desta forma que vivemos!

caixa

Como mudar a situação

Para mudar é necessário sair da zona de conforto. Por mais que esta zona de conforto não seja tão confortável assim, muitos preferem se manter com os empregos desmotivadores e casamentos sem paixão, porque a transição da mudança normalmente requer muita coragem e dá muito “medo”, mas é necessária.

Em algumas situações, ou mudamos ou adoecemos gravemente, pois o nosso corpo não aguentará muito tempo a sobrecarga negativa do cérebro por viver sem prazer e apenas no piloto automático.

Precisamos ter prazer e alegria na vida. Segundo a Review of General Psychology, aproximadamente 50% de nossa sensação de felicidade é determinada pelos genes; 10% se devem a circunstâncias gerais, como ter um relacionamento afetivo, um trabalho que nos dá satisfação e uma boa renda; e os 40% restantes têm a ver com nossos hábitos diários, a maneira como vemos a vida e o que pensamos sobre nós mesmos e os outros.

O que concluímos deste estudo? Uma boa parte da responsabilidade de nos fazer feliz depende apenas de nós!

Já analisou o que há de bom dentro de você que poderia ser usado em prol do coletivo e para ativar sua própria felicidade? Vejas suas habilidades, analise no que você é bom! O que você faz que o deixa feliz? Já pensou em fazer coisas que só te façam feliz? Isso é possível e só depende de você. A vida é plena por si só, bonita, completa, apenas precisamos enxergá-la desta forma.

Ainda existem algumas técnicas terapêuticas que auxiliam e muito para o desbloqueio de medos, abrindo horizontes para novas realidades. A partir da técnica, a pessoa começa a ver a vida de uma forma real, com felicidade, com prazer e encontrando saídas para seus problemas.

Ou seja, o poder de mudança para a felicidade está e estará sempre em suas mãos. Você é o criador de sua realidade, só você poderá fazer as devidas mudanças em sua vida.

Tenha uma excelente vida!

Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Alice Salgado

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter