Radiohead está de volta após cinco anos! Saúdem os gatunos!

Lá vem o quinteto britânico causando opiniões dispares com seu nono álbum de estúdio

Postado dia 01/06/2016 às 08:00 por Leonardo Carrasco

 

radiohead

Foto: Reprodução/INternet

Acompanho o Radiohead desde 1997, quando o grupo lançou o terceiro disco de sua carreira, OK Computer e, desde então, toda vez que os caras vão lançar algo, sempre vejo as pessoas comentando “será que eles vão retomar as raízes?”, “vai ser uma continuação do som do álbum anterior?”, “acho que vai ser um disco remetendo a várias fases da banda”. E o que acontece? Eles mandam um disco totalmente diferente e que causa grande confusão de impressões nas primeiras audições.

Com A Moon Shaped Pool, não foi diferente. Ninguém sabia que a banda estava gravando um novo álbum, e todos foram surpreendidos com o lançamento do belo videoclipe pra faixa que abre o dito cujo, Burn The Witch. Nela, já se percebe uma clara abertura pros arranjos orquestrados de Jonny Greenwood, guitarrista do Radiohead que já há mais de uma década tem composto trilhas sonoras muito aclamadas pela crítica musical e parece que, definitivamente, está levando esse seu lado pra banda.

Posteriormente, foi lançado mais um videoclipe. A música é a segunda faixa do A Moon… chamada Daydreaming. Essa não pareceu fazer muito sentido, uma canção meio “solta”. Mas, quando escutada com as demais, aí sim ela ganha um significado.

A verdade é que muitas faixas já eram conhecidas dos fãs do Radiohead, como Identikit, Desert Island Disk e Full Stop. Então começa a se falar duas coisas: primeiro que não se trata de um álbum propriamente, mas de sobras de estúdio. Será mesmo que o perfeccionismo de Thom Yorke & cia se daria a esse luxo?

Segundo que, por ter músicas mais antigas, de várias épocas, seria uma despedida do Radiohead! Olha, não creio nisso. Os rapazes se mostram muito ativos musicalmente e eles têm um diferencial muito chamativo: nunca mudaram de formação desde que a banda aconteceu em meados dos anos 80, ainda sob o nome de On A Friday. Ou seja, não parece ser do tipo de banda desunida, que está lá pra cumprir contrato. O compromisso dos cinco sempre foi com a arte e o desafio de fazer algo novo, inédito nesse mundo cada vez mais banal.

Pode ser que eles deem um hiato, até pra não correr o risco de soarem repetitivos, mas acabar? Na boa, os detratores ainda vão aguentar por muito tempo as viagens cada vez mais enigmáticas e profundas dessa galera inquieta de Oxford !

Ah! O disco, por enquanto só está disponível de forma digital. O lançamento físico está programado pra junho desse ano. Para os amantes, como eu, que gostam de ter o CD ou LP em mãos, precisamos aguardar mais um pouco. A espera valerá a pena.

Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Leonardo Carrasco

Formado em marketing e publicidade, músico, ator profissional, dublador e locutor. Atualmente trabalha como diretor de marketing.

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter