Quem está no controle? Você ou sua mente?

A mente humana: conheça dez sabotadores da sua performance e como desenvolver a inteligência positiva

Postado dia 05/04/2016 às 08:30 por Douglas de Matteu

menteProdu

Foto: Reprodução/Internet

Quem está no controle?  Ou você controla a sua mente ou ela controlará você!  Todos os dias recebemos um volume imenso de informações midiáticas e por meio dos nossos relacionamentos, essas informações podem interferir de forma determinante em nosso comportamento.

Pare e pense, será que suas decisões são realmente conscientes? Você toma suas decisões ou é levado por impulsos previamente plantados em sua mente inconsciente? Desde sua mais tenra idade, ainda criança recebemos influência, seja de forma direta com orientações e determinações, ou de modo inconsciente, por meio da modelagem automática que deriva da ação dos neurônios espelhos em novos relacionamentos, que espelham os comportamentos.

Cada indivíduo é resultado de inúmeras influências e moldam o comportamento do seu “eu”. Nesse sentido a grande pergunta é – Quanto a sua mente trabalha a seu favor? Pense de zero a cem. Por meio desse questionamento, surge a Inteligência Positiva, proposta por Shizard Chamine (2013). Chamine produziu uma intensa pesquisa sobre as pessoas que alcançam a ALTA PERFORMANCE. Descobriu então os dez principais sabotadores da performance:

O Crítico: É o especialista em encontrar defeito em si mesmo e em outras pessoas, carrasco severo da sua própria autoestima e da autoestima alheia.

O Insistente: Também conhecido como altamente perfeccionista, vive a utopia da perfeição, ordem e controle em níveis extremos. Situação que o faz saborear frequentemente a frustração consigo e com outros. Entrar em ação é seu grande desafio.

O Prestativo: Motivado por conquistar aceitação social, faz tudo para agradar os outros, tende a ser viciado em agradar a todos e passa por cima das próprias necessidades.

O Hiper-realizador: Tende a ser viciado em realização, para se sentir bem tem que constantemente estar realizando ações. Frequentemente é viciado em trabalho e pode sacrificar relacionamentos interpessoais e as emoções.  É inclinado a acreditar que sua aceitação social está diretamente ligada ao seu desempenho.

A Vítima: Constantemente coloca-se no papel de vítima buscando com isso conquistar atenção e afeto.

O Hiper-racional: Racionalidade exacerbada geralmente tem a tendência de hipervalorizar questões cognitivas em detrimento das emoções e relacionamentos.

Hipervigilante: Em estado de alerta constante, ansioso e focado em tudo que pode dar errado.

O Inquieto: Pode ser visto como um viciado em emoções crescentes, tem comportamento que pode beirar a insatisfação constante, busca sempre maiores emoções, uma atividade ou um desafio maior.

O controlador: Vive o sonho de controlar tudo e todos, tem anseio de estar no comando e controle das pessoas e situações, tende a ser dominante.

O Esquivo: Especialista em evitar conflitos e fugir de tarefas desagradáveis, pode ser um grande procrastinador.

Para vencer esses sabotadores o primeiro passo é tomar consciência destes comportamentos e entender o quanto eles podem ser prejudiciais à sua performance.

Nesse sentido, o Processo Coaching pode contribuir significativamente, ampliando a percepção frente os pontos de melhoria, para minimizar os seus sabotadores e principalmente estimulando o seu “Sábio” interior, isto é, potencializando sua empatia consigo próprio e com outro, explorando o seu autoconhecimento, estimulando novos comportamentos, ou seja, sendo inovador. Mais que isso, propondo que você viva alinhado aos seus princípios e valores, consciente de suas decisões e de suas consequências.

Desenvolva sua mente e torne-se mais produtivo e feliz.

Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Douglas de Matteu

Diretor presidente do Instituto de Alta Performance Humana e presidente da ABPM. escritor, professor universitário e coach.

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter