Outono/Inverno: momento perfeito para tratar manchas na pele

As estações frias do ano são as melhores para cuidar de manchas na pele. Saiba como prevenir e tratar manchas

Postado dia 20/06/2016 às 08:00 por Nubia Maia

pele

Foto: Reprodução/Internet

Manchas incomodam! Elas trazem um desconforto muito grande. Como esteticista, ouço muitos relatos de clientes que têm auto-estima baixa por culpa delas. Geralmente já passaram por diversos tratamentos e não obtiveram sucesso. Neste momento, o papel do profissional é muito importante: ele sabe avaliar bem o tipo de mancha, quando surgiu e quais os hábitos do cliente – que tipo de trabalho realiza, se faz uso de protetor solar diariamente, a quais cosméticos e medicamentos recorre. Ou seja, um histórico dos hábitos do cliente que irá promover um diagnóstico mais preciso e um tratamento mais adequado.

POR QUE A PELE MANCHA?

A pele mancha devido a diversas alterações como:

  • O mais comum é o aumento na produção da melanina; substância que protege o DNA e confere coloração a pele, cabelo e olhos. A melanina pode concentrar-se em áreas específicas, formando manchas que podem ser permanentes ou transitórias. A radiação UV está diretamente envolvida com o aumento na produção.

 

OUTROS FATORES QUE PODEM DESENCADEAR MANCHAS:

  • Infecções;
  • Alterações vasculares;
  • Fator hormonal;
  • Acne;
  • Micoses;
  • Tumores;
  • Exposição ao sol.

 

TIPOS DE MANCHAS HIPERCRÔMICAS (ESCURAS) MAIS COMUM.

Melanose solar e senil: manchas escuras localizadas em diversas áreas do corpo, é mais comum na face, no colo e nas mãos, regiões mais expostas ao sol. São pequenas e normalmente mais espalhadas.

Melasma ou Cloasma: manchas castanhas, bem marcadas, mais comuns em gestantes. Normalmente estão relacionadas a uma mistura de exposição solar com influência hormonal: gravidez, menopausa, miomas e alguns medicamentos.

Dica para as gestantes: cremes com vitamina C e uso diário de protetor solar ajudam a prevenir o melasma e não são contra indicados na gravidez.

Sardas: mais comum em peles claras, são causadas, em parte, por um fator genético. No verão ficam mais acentuadas. O tratamento estético não é capaz de removê-las, somente clareá-las.

rostos

TIPOS DE MANCHAS HIPOCRÔMICAS (CLARAS)

Pitiríase Alba: geralmente são manchas brancas e ásperas, afetam pessoas alérgicas e em geral estão relacionadas ao ressecamento da pele. Têm causa desconhecida. Tratamento: hidratação, uso de filtro solar e evitar banhos muito quentes e demorados.

Vitiligo: doença não contagiosa caracterizada pela falta de pigmentação, devido a uma diminuição na produção da melanina. Tem tratamento médico.

maos 

TRATAMENTO ESTÉTICO E MÉDICO

Obs.: Outono e inverno são as melhores épocas para tratar o clareamento de pele.

Manchas Hipercrômicas: Melanose solar, Melasma e sardas.

  • Peeling Estético;
  • Peeling médico;
  • Luz pulsada;
  • Laser;
  • Prevenção: protetor solar de 3 em 3 horas; com a menor exposição ao sol sem o uso de FPS, elas voltam.

 

Manchas Hipocrômicas: vitiligo

  • Cirurgia;
  • Medicamento associado a ultravioleta;
  • Tratamentos a base de aminoácidos;
  • Em alguns casos micro pigmentação;
  • Laser;
  • No caso de manchas hipocrômicas, procure um dermatologista. O resultado do tratamento vai depender do diagnóstico médico e do tipo e grau da mancha.

 

OBS: No caso de manchas hipercrômicas (escuras), o peeling estético é muito eficiente, confortável e seguro. Normalmente são realizados em 10 sessões de 1 a 2 vezes na semana. O valor pode variar dependendo da região e do produtos utilizados. Em média, custam de R$ 60 a R$ 150 a sessão.

 

Beijos…. Espero ter ajudado!

Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Nubia Maia

Aos 37 anos decidi fazer minha primeira graduação (Estética), e não quero parar mais! Pós-graduada em Docência do Ensino Superior

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter