Os três movimentos espiritualistas que mudaram o mundo

Embora haja documentos sobre a formação da primeira Grande Loja Maçônica, no ano de 1250, na Alemanha, o que realmente impulsionou o movimento maçônico mundial foi a fundação, no século 18, no ano de 1717, da Maçonaria Inglesa

Postado dia 10/03/2016 às 08:30 por Manoel Cavalcante

maçonica

Foto: Divulgação/Internet

Embora haja documentos sobre a formação da primeira Grande Loja Maçônica, no ano de 1250, na Alemanha, o que realmente impulsionou o movimento maçônico mundial foi a fundação, no século 18, no ano de 1717, da Maçonaria Inglesa que se organizou em uma Grande Loja que reuniu as lojas existentes em Londres. A partir daí se espalhou por outros países.

Em Londres virou moda ser maçom. Toda a elite inglesa: nobres, comerciantes, intelectuais faziam parte dela. Foi um renascimento na direção do oculto, do esotérico. Durante 140 anos a Maçonaria disseminou a luz dos planos superiores.

Na fundação da grande nação americana a Maçonaria assumiu e imprimiu os valores de liberdade, fraternidade e igualdade. Uma imagem iconográfica maçônica, deste período, é o quadro do presidente George Washington realizando um ritual de sagração, quando do lançamento da pedra fundamental do capitólio americano.

Usando insígnias maçônicas, inclusive o Avental, ele e um grupo de irmãos se posicionaram em torno da pedra fundamental, um bloco de granito de quase uma tonelada, para realizar uma cerimônia maçônica de profundo significado espiritual!

A simbologia da Ordem Maçônica presente na nota de um dólar, com a representação do olho de Hórus, símbolo de proteção e prosperidade divina à jovem nação. Este símbolo era um dos mais poderosos e os egípcios o colocavam em pingentes, pulseiras e na soleira das suas casas, invocando a proteção de Deus. A trindade Egípcia equivalente à trindade cristã era formada por: Osiris, Hórus e Isis. Portanto era a invocação do próprio Cristo, considerado o aspecto Filho.

No século 19, no ano de 1857, foi lançado O Livro dos Espiritos que deu inicio ao Espiritismo. Em um texto de Annie Besant, escritora, presidente da Sociedade Teosófica Internacional, sobre Espiritismo e Teosofia publicado em 1903, no The Theosophist,  traduzido por Olinda Pugliesi e publicado na revista Teosofista, no final da década de 50, no Brasil,  foi explicado que no plano oculto foram os mestres de sabedoria da Fraternidade de Yucatan que apoiaram e inspiraram o movimento com o objetivo de comprovar a existência da vida após a morte. A Fraternidade de Yucatan que liderou a evolução espiritual da humanidade no período de desenvolvimento da raça Atlante. Uma civilização que alcançou um alto grau de evolução, possuidora de conhecimentos que nós ainda não alcançamos!

Em 1875, portanto 16 anos após o surgimento do Espiritismo surge, em Nova York, a Sociedade Teosófica com a missão de difundir a Teosofia. De certa forma a Teosofia procurou mostrar um caminho além da fenomenologia espírita, da época que estava focada na relação de humanos encarnados e desencarnados. A teosofia ensinando que havia uma fisiologia esotérica e uma geografia oculta formada pelos sete planos dimensionais, pelos corpos extrafísicos com seus sete chakras e a existência da consciência em planos além do físico e do astral ampliou enormemente o conhecimento espírita e maçônico.

Outro fator que deve ter sido levado em conta pelas duas hierarquias citadas: Yucatan e Fraternidade Branca seria a onda materialista que viria no século 20 e a confrontação entre as duas forças que dominam a manifestação no planeta: a involutiva (material) e a evolutiva (espiritual). O resultado deste confronto foram as duas grandes guerras mundiais.

O interessante deste embate foi que as forças que trabalham com as energias involutivas usaram símbolos esotéricos antigos e conceitos de raça pura, presentes na Doutrina Secreta de H.P. Blavatsky, mas deturpada pela crueldade da higienização.

 O que é Teosofia?

Missão dificílima explicar o que é a Teosofia. Somente este tema já daria um livro com centenas de páginas.

Além do significado do termo “Sabedoria Divina”, a  explicação que acho mais pertinente é  “o conhecimento que uma sucessão de Mestres de eras antigas desenvolveram e comprovaram através das idades, seus registros, observações e comprovações até os dias de hoje”. Esses ensinamentos eram ministrados por meio das escolas de mistérios que existiram nas civilizações antigas.

Qual a mais antiga escola de mistério?

Segundo Helena Petrovna Blavatsky que recebeu das mais altas autoridades maçônicas inglesas, em 1882, o diploma conferindo todos os graus da Maçonaria de Adoção, do 1º.  ao 33º. grau e outros ocultistas como Alice Bailey, Annie Besant, Charles Leadbeater, C. Jinarajadasa do rito Menphis Misrain e também ex-presidente da Sociedade Teosófica   a Maçonaria foi a primeira escola de mistérios no planeta e dela derivaram todas as demais. Sua origem no planeta é atribuída ao próprio Sanat Kumara que fundou a hierarquia do governo espiritual no planeta há 18,5 milhões de anos, durante a existência da raça Lemuriana. O mistério da lenda do Mestre Hiram Abif ensinado no 3º. grau é um simbolismo dos acontecimentos ocorridos nos tempos da antiga Lemúria, raça humana anterior à raça Atlante.

Portanto a Maçonaria, o Espiritismo e a Teosofia moderna possuem uma espécie de origem comum: A Hierarquia do Governo Interno do Mundo.

Quais são os objetivos da Sociedade Teosófica?

  1. Formar um núcleo da Fraternidade Universal da Humanidade, sem distinção de raça, credo, sexo, casta ou cor.
  2. Encorajar o estudo de Religião comparadaFilosofiaCiência.
  3. Investigar as leis não explicadas da Natureza e os poderes latentes no homem.

 Como buscar informações sobre a Sociedade Teosófica?

sociedadeteosofica.org.br

Loja Teosófica de Mogi das Cruzes: cavalcante.manoel@gmail.com.br

No próximo artigo estaremos falando da palestra “A Mente Iluminada” que o Presidente da Sociedade Teosófica Internacional, Tim Boyd, proferiu em São Paulo, na Instituição Teosófica Pitágoras, no mês de fevereiro, quando da sua visita ao Brasil…

Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Manoel Cavalcante

Psicólogo, jornalista, escritor, editor, e coordenador das Lojas Teosóficas do Estado de São Paulo.

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter