Os 10 piores filmes de 2015

O ano de 2015 marcou com muita coisa boa nas telonas, mas teve muita coisa também que pelo amor de Deus... Veja os 10 piores

Postado dia 23/03/2016 às 00:00 por Caio Bezerra

filmes

Foto: Reprodução/Internet

2015 foi um ano de grandes expectativas para o cinema, e muitas das produções cativaram o público de tal forma que continuações já foram anunciadas. Porém, no ano passado também tivemos muitos filmes lançados que nos deixam com urticarias, náuseas, dor de barriga e espasmos só de lembrar deles. Enumerei abaixo os 10 longas lançados em 2015 que fazem o espectador sentir vontade de pegar um balde ou correr até o banheiro. Confira a lista abaixo.

10 – Peter Pan  

download

Peter Pan, o menino que nunca quer crescer, e prefere viver a vida tendo aventuras mágicas em ilhas e terras misteriosas, luta contra piratas, voa pelos céus… O personagem criado por J. M. Barrie para o teatro e literatura é uma das fábulas mais fantásticas de todos os tempos, eu adoro o personagem, amo a profundidade da história e principalmente todas as metáforas presentes nela. Um crocodilo gigante que engoliu um relógio e faz “tic tac” quando se aproxima de suas vítimas, é simplesmente J.M. Barrie nos dizendo: “O tempo está te perseguindo meu caro”.

Peter Pan – O início de Uma Lenda (2015), dirigido por Joe Wright é um filme que não me agradou em nada em vários aspectos, muito pelo contrário, me deixou triste e rabugento ao ponto que minha própria namorada não estava mais suportando as minhas constantes reclamações na sala. O filme inteiro é PURA computação gráfica, não existe uma cena sequer que você olhe e diga: “nossa, isso é real”. Algumas partes soam tão falsas mas tão falsas que parece que o longa-metragem inteiro é um grande jogo de vídeo games, tudo feito em fundo verde. O lendário Capitão Barba Negra, vivido pelo nosso querido ator australiano Hugh Jackman, é muito caricato, muito forçado, e ainda por cima no filme enfiam goela abaixo piratas cantando sem clímax nenhum músicas clássicas do rock como Smells Like Team Spirit do Nirvana, ou Blitzkrieg Bop dos Ramones. Isso tudo sem contar a atuação de Levi Miller (Peter Pan), que não se assemelha em nada com o clássico da literatura e teatro, e sim com um moleque mimado, mal criado e que acha que pode fazer e desafiar tudo, muito metido a “o fodão”.

09 – Busca Implacável 3

download (1)

Busca Implacável 3 (Taken 3), estrelado por Liam Neeson, é o clássico exemplo de filme que todos ficam se perguntando: “Por que ele existe?”. A resposta é muito simples, ele existe apenas para ser mais uma trilogia. O antecessor, Busca Implacável 2, conseguiu faturar somente na semana de estreia em 2012 US$ 50 milhões em bilheterias.

Busca Implacável 3 é praticamente uma cópia literal dos dois primeiros filmes da série, a única diferença é que desta vez ninguém é sequestrado, e sim morto, e a culpa cai toda em cima do herói que é acusado injustamente por um crime que não cometeu e sai por ai procurando o verdadeiro culpado enquanto faz picadinho dos bandidos. As cenas de ação são completamente piegas, os diálogos muito ruins, e depois de um falatório sem fim o filme se transforma em sequências chatas e intermináveis de pancadarias e tiros.

08 – Hitman – Agente 47

download (2)

O que será que leva um estúdio a querer produzir e repetir um fracasso? Hitman, lançado em 2007, teve um desempenho péssimo no quesito aceitação do público, e para tentar consertar as coisas a TSG Entertainment resolveu fazer exatamente o mesmo filme, porém com atores diferentes achando que o público ia esquecer do fiasco anterior.

O resultado é muito simples, cenas de ação e situações copiosas e takes de filmagem que parecem um interminável comercial de carros da Audi, pois a logomarca da multinacional alemã aparece pelo menos umas trezentas mil vezes (estou exagerando é claro) no filme. Enfim, esta adaptação cinematográfica da franquia de vídeo games errou mais uma vez!

07 – Meu Passado me Condena 2

0700_meupassado.jpg

Na nossa querida lista de filmes bizarros lançados em 2015, não podia ficar de fora uma produção nacional. Tenho que dizer com sinceridade, eu não estou gostando nem um pouquinho sequer dessa “cara nova” que o cinema brasileiro está estampando ultimamente, parece que toda a criatividade de nossos roteiristas e produtores está resumida em fazer comédias com atores da Globo ou então criar ou adaptar derivados de séries de TV para o cinema.

Particularmente acho o ator e comediante Fabio Porchat um excelente humorista, e não é exagero dizer que a atuação dele junto com o casal de golpistas Wilson e Suzana (Marcelo Valle e Inês Viana) salva o filme inteiro de ser um desastre total. A atuação de Miá Melo pode ser descrita em duas palavras: irritante e monossilábica. A fórmula do filme não muda absolutamente nada em relação ao primeiro lançado em 2013, continua exatamente na mesma pegada, com a mocinha que está cansada da irresponsabilidade e imaturidade do marido e resolve pedir o divórcio. Até dá para rir e se divertir um pouco com este filme, mas chega um ponto que enche um pouco os pacovás toda a repetição de situações e até das piadas.

06 – Trocando os Pés

download (3).jpg

Sinceramente, não dá mais para digerir os filmes do Adam Sandler. O ator e comediante é o clássico exemplo da famosa vitrola quebrada, que fica repetindo sem interrupção as mesmas coisas. Fala sério cara, todo mundo já está cansado de saber que você é judeu, não precisa repetir isso em todo filme que você faz. E outra, uma máquina mágica de costurar sola de sapatos que faz com que a pessoa que vista o calçado assuma a aparência do cliente ou dono do calçado…fala sério!

Além do enredo completamente “bobo” o personagem Max vivido por Adam Sandler é tão cansado, tão esgotado da vida que nos faz sentir cansaço e esgotamento também.

05 – Segurança de Shopping 2

images

Não sei o que está acontecendo com os filmes de comédia lançados recentemente, tudo indica que os estúdios querem apenas arrecadar lucros e não se preocupam nem um pouquinho com a produção artística dos longas do gênero, pois o fator primordial para um bom filme de comédia não está aparecendo mais, que é justamente a capacidade de entreter o público e fazer ele rir.

Segurança de Shopping 2 é o clássico exemplo de um filme que foi lançado exclusivamente para arrancar, assaltar e até tentar sugar o precioso dinheiro e tempo de você espectador. Na trama, um segurança de shopping desastrado e aparvalhado é contratado para trabalhar em um evento de arte em Las Vegas, mas acaba tendo que deter um bando de “ladrões de galinhas”… Que legal, parabéns pelo excelente trabalho Sony Pictures (#ironia). Para se ter ideia de como o filme é ruim, ele foi lançado diretamente em DVD, nem chegou aos cinemas.

04 – O Destino de Júpiter (Jupiter Ascending)

download (4)

Dirigido pelos irmãos Wochowski (Matrix), estrelado por Channing Tatum, Mila Kunis e Sean Bean, o filme até tenta ser bom como obra de ficção científica nova e autoral, porém o roteiro é muito complicado, muito difícil de ingerir, sendo necessário recorrer a um dicionário para entender até mesmo a mais simplória das cenas ou situações. Os efeitos especiais são desastrosos, as partes que os atores aparecem ou contracenam nos ambientes, principalmente os externos é puro fundo verde, o filme se resume a uma experiência de quase duas horas mostrando quem vai dominar a Terra num background falso.

03 – Pixels

images (1)

Eu sou fã, adoro jogos de vídeo games retro. Quando criança eu amava jogar Tetris no Master System que eu tinha, ou até mesmo Pac Man e Enduro no Atari que meu irmão mais velho possuía. Lançado para agradar pessoas como eu e entreter ao público em geral, Pixels é na verdade um filme mentiroso e completamente desastroso, a ponto de que no cinema eu não via a hora de ele acabar logo.

Novamente sou obrigado a falar de Adam Sandler, no filme a atuação do personagem dele não tem NENHUM carisma, ele é um cara completamente apático e morto em seu papel. O personagem Ludlow Lamonsoff, vivido por Josh Gad, é muito forçado, todas as piadas que saem da boca dele são a base do grito, até arde os ouvidos de tanto que ele grita no filme, e sem contar o fato irritante de você imaginar que o personagem vivido por Kevin James (William Cooper) é o presidente dos Estados Unidos na história.

O script também é uma porcaria, alienígenas entendem uma mensagem errada enviada por uma sonda na Terra e querem destruir o planeta usando personagens de games retros. E o pior de tudo é que além de ser uma completa perda de tempo, a estrutura do filme é repetitiva em TUDO – Alienígena invade > heróis derrotam alienígenas > bebedeira > alienígena invade > heróis derrotam alienígenas > bebedeira, fica só nisso o filme todo. A única coisa que salva em tudo é a atuação de Peter Dinklage, o único que consegue ser engraçado no filme sem forçar.

02 – Quarteto Fantástico (2015)

download (5)

Depois de assistir a excelentes filmes de super-heróis como Guardiões da Galáxia, Os Vingadores, Homem Formiga, Homem de Ferro, a trilogia Batman – O Cavaleiro das Trevas, eu imaginava que nunca mais fossem aparecer longas-metragens do gênero, iguais ou piores que Batman e Robin ou Motoqueiro Fantasma…porém, eu estava redondamente enganado, pois a Fox conseguiu nos presentear com um filme tão ruim, mas tão ruim que abaixo eu não vou poupar palavras, muito menos palavrões para descrever o que foi esse desastre, esse fiasco que além de tempo, tomou meu dinheiro e ainda me fez sair do cinema constrangido.

No final dos anos 90, a Marvel passou por maus bocados financeiros, e como resultado vendeu os direitos de filmagem de algumas de suas principais franquias de super-heróis para outros estúdios, entre eles a Fox, que atualmente detém os direitos de gravação dos X-Men e Quarteto Fantástico.

Para continuar mantendo este direito de gravação consigo, os estúdios precisam produzir material novo periodicamente, caso contrário os direitos retornam para as mãos da Marvel. E é justamente pensando nisso que os executivos da Fox resolveram investir US$ 120 milhões em um reboot da franquia Quarteto Fantástico, sem o menor pudor ou preocupação artística para fazer um filme bom ou no mínimo interessante. Literalmente só fizeram este filme para garantir que a franquia fique pelo menos mais alguns anos com eles.

O roteiro de Quarteto Fantástico (2015) não faz sentido nenhum e é cheio de furos, é um filme que você fica esperando alguma coisa acontecer, e não acontece absolutamente nada, o espectador fica 101 minutos assistindo a algo que parece um grande trailer ou comercial de televisão. As piadas são completamente ruins e sem graça, os atores apesar de talentosos estão completamente apáticos, o vilão Dr. Destino (um dos mais fodásticos vilões dos quadrinhos) parece mais um mendigo bebum, muito forçado e sem nenhuma motivação para ser um vilão no filme, ele simplesmente resolve do nada querer destruir a Terra por que ela está podre, só isso.

Quando você assiste a este filme a sensação que você tem é a de que está vendo uma produção que foi lançado em 1992, a computação gráfica é tão tosca, tão ruim, tão pobre que beira o ridículo. A cena em que Reed Richards (Senhor Fantástico), vira outra pessoa para se esconder parece que foi produzida pelo mesmo estúdio que fez Mega Shark Versus Giant Octopus ou então Sharknado. Não assistam a este filme, nada salva nele, a Fox só lançou para manter a franquia com ela e para esfregar um monte de bosta na sua cara e pegar o seu dinheiro, não tem um pingo de valor como entretenimento. A Fox cuspiu e literalmente “cagou” em cima da criação de Stan Lee e Jack Kirby na década de 60.

Eu realmente espero que um dia alguém faça um filme decente e merecedor da grandeza de Quarteto Fantástico, mas espero que depois deste insulto, a Fox devolva pra Marvel os direitos… Chega! “Ah, mas nós queremos integrar o Quarteto no universo cinematográfico dos X-Men”…

Não, você não vai!

O pior de tudo é que eu vi gente que gostou desta porcaria de reboot do Quarteto…Parabéns, você gosta de filmes bosta meu amigo.

01 – Cinquenta Tons de Cinza

images (2)

Eis que surge o campeão! O pior filme de 2015, e talvez dos últimos 10 anos também. Cinquenta Tons de Cinza, adaptação do best-seller homônimo escrito pela britânica Erika Leonard James, pode ser descrito como repugnante e nojento. Não é à toa que este filme foi agraciado recentemente com o prêmio Framboesa de Ouro 2016 como pior de 2015.

A atuação dos atores é péssima, dá vontade de entrar na tela e dar uma tapa na cara de cada um deles. O filme todo parece um episódio chato e entediante do seriado Malhação misturado com novela mexicana. O masoquismo e sadismo do filme na verdade recai sobre o espectador, pois é ele que sente ou sofre dores por estar assistindo a tamanha porcaria.

Na trama, a songamonga Anastasia Steele (Dakota Johnson) começa um relacionamento sadomasoquista com o jovem magnata Christian Grey (Jamie Dornan), juntos eles formam o clássico arquétipo de contos de fadas, aonde a donzela inocente e frágil conhece o príncipe sedutor e se apaixona por ele…quanta chatice.

Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Caio Bezerra

Jornalista graduado pela Universidade Mogi das Cruzes (UMC). Atua há sete anos na área de imprensa, tendo trabalhado em diversos segmentos

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter