Onde você está?

Evidentemente vivíamos outra fase política naquela época. Em 24 anos, muito fatos ocorridos mudaram a trajetória de nossa tão nova democracia

Postado dia 06/06/2016 às 09:00 por Fernando Muniz

24

Foto: Reprodução/Internet

Recentemente aqui nesse mesmo espaço fiz uma analogia de dois importantes acontecimentos políticos de nossa recente democracia: o primeiro, o impeachment do presidente Fernando Collor, e o segundo, o processo de impeachment da presidente Dilma, ainda pendente de julgamento no Senado enquanto Michel Temer governa interinamente o país.

Naquela oportunidade, em meu artigo, ficou muito claro que nossa representação parlamentar de 24 anos atrás, época do primeiro processo de impeachment depois da democratização, é muito parecida, para não dizer idêntica, à dos parlamentares de agora, o que ficou evidenciado durante os discursos proferidos no ato da votação desse segundo processo de impeachment.

Evidentemente vivíamos outra fase política naquela época. Desde a década de 90, muito fatos ocorridos mudaram a trajetória de nossa tão nova democracia. Mas devemos, no mínimo, pensar na semelhança que existe em ambos processos ocorridos até o momento diante da fragilidade exposta por nossos representantes em Brasília.

Ora, mas os que lá estão são os mesmo que lá estavam no passado, eleitos diretamente pelo voto popular e então legitimados a exercerem os seus mandatos conforme disposições Constitucionais. Agora vem a minha indagação: e você, onde estava esse tempo todo?

Onde estávamos esse tempo todo, de modo que estamos assistindo um filme com o mesmo roteiro de 24 anos atrás, apenas com atores diferentes! Onde você, onde eu, onde todos estavam que não pudemos fazer com que a história fosse diferente?

Então, comece a pensar, hoje, no ano de 2016, que você pode ser a mudança para daqui a duas décadas. E eu, já então com 52 anos de idade, não volte a escrever em qual limbo permanecemos por mais 24 anos, vendo a banda passar.

Ser cidadão é tornar-se cidadão. O mais fácil é ficar calado. Mas não queremos o mais fácil para o nosso Brasil, queremos o diálogo em um espaço público para pensar o bem comum com pessoas diferentes. Não vamos deixar passar mais tempo! Vamos fazer a transformação do mundo a partir de nós.

Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Fernando Muniz

Atua como advogado, e é membro do Primeiro Conselho Municipal da Juventude de Mogi das Cruzes.

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter