O que tem de novo no Ano Novo?

Diga a verdade: quantas promessas de Ano Novo você já cumpriu?

Postado dia 30/12/2015 às 10:08 por Priscilla Brandeker

fogos

Ok Ok, não precisa responder agora, mas já parou para pensar por que fazemos tantas promessas e votos para um ano que irá se iniciar? E afinal, o que muda com a mudança do calendário?

Há pessoas que juram que pular sete ondas e fazer pedidos em cada uma delas, garantirá que forças (entendam como forças, aquilo que cada crença propõe) os ajudem a conquistar cada um desses pedidos. Há aqueles que escolhem a cor da roupa, como tradição, para atraírem o que almejam, seja dinheiro, amor, paz, etc. Há também quem aposte nas comidas ditas da sorte, seja a famosa lentilha, a romã, as uvas, o simplesmente estourar uma champagne.

Mas por que fazemos tudo isso? O que esses simbologismos todos garantem? Pois bem, há quem não acredite e não faça absolutamente nada disso, mas no fundo no fundo, cultiva um tiquinho de esperança de que o novo ano que se inicia, traga coisas melhores que o ano que ficou para trás, seja em saúde, prosperidade nos negócios, um novo amor ou novas metas de vida. Aí é que está o grande ponto da nossa reflexão.

Nossa vida é feita de ciclos, e muitos desses ciclos estão baseados em nosso próprio calendário, que desde os nossos antepassados, veio para que pudéssemos nortear em dias, meses, anos e isso sem pensar na noção de tempo, que computa horas, minutos, segundos e milésimos de segundos. Estamos acostumados a esperar um ano para tirarmos as nossas tão esperadas férias (às vezes mais, ou até menos), esperamos também aquela data especial para presentearmos alguém que amamos, ou para concluir um curso difícil, para realizar uma prova que precisou de muita dedicação, para vermos alguém que sentimos saudade.

Quantas vezes iniciamos a semana esperando que o final de semana chegue e depois, lá na frente, nos espantamos em ver como esse mesmo tempo passou tão rápido! Pois é… Mais um ano chegou ao fim e mais uma vez vamos renovar nossos votos em prol de um ano melhor, uma vida melhor para nós e nossos amigos e familiares, sabe por quê?

Porque mesmo sabendo que os dias 01, 02 ou 03 de janeiro serão exatamente iguais aos dias 29, 30 e 31 de dezembro, nós seres humanos, temos a necessidade de renovar, de fechar e reprogramar novos ciclos para nossas vidas, sejam eles reais ou não (vide promessas). Refletir sobre fatos que se passaram, programar novas metas, pensar e repensar atitudes, deveria ser algo constante em nossas vidas. E é exatamente nessa busca, é que muitos de nós acabamos “ligados no piloto automático” e na correria do dia a dia, esperamos que em um passe de mágica, tudo mude no próximo ano, porém, o que algumas vezes não percebemos, é que essa mudança só virá de fato, se fizermos a nossa parte, se colocarmos em prática tudo aquilo que desejamos a nós e aos nossos familiares, se plantarmos a semente e a regarmos dia a dia, colhendo os próprios frutos.

Se você vai iniciar em um novo trabalho, se vai começar um novo ano letivo na escola, se vai aproveitar as sonhadas férias, se vai iniciar um novo projeto, fica mais palpável perceber as novidades, mas se sua vida irá permanecer exatamente como está, perceba as boas vibrações e a boa sorte lançadas, e acredite em você, renove a cada dia as suas energias, reveja suas atitudes sempre que sentir necessidade, se engaje, seja resiliente e tenha muita coragem, pois ter ou não ter um excelente Ano Novo, pode depender muito mais de você, que você mesmo imagina!

Mãos à obra pessoal!!! Vamos fazer um Feliz Ano Novo?

Um abraço a todos!

 

Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Priscilla Brandeker

Priscila Brandeker é psicóloga especializada. Atende crianças, adolescentes, adultos e também pessoas da terceira idade. Priscilla T. Brandeker Psicóloga (CRP 06/123945)

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter