O que é ser músico

Músico: profissão e ponto final!

Postado dia 21/01/2016 às 00:00 por Betinho Músico

Louis-Armstrong-Trumpet

Eu sou músico. Definitivamente músico! Mas espere um pouco, que tipo de músico eu sou?

Hoje em dia, o preconceito com a “profissão” músico ainda existe e é evidentemente um dos maiores problemas para a classe. Mas ao que se deve essa situação? Muitas pessoas que se relacionam com a música, sejam elas em caráter profissional ou amador, exercendo alguma função no campo de música, como a de tocar um instrumento musical, cantando, escrevendo arranjos, compondo, regendo, ou dirigindo um grupo coral ou algum grupo de músicos, como orquestras, bandas, big band de jazz, ou ainda lecionando, trabalhando no campo de educação ou em terapia musical, tocando com sua banda de garagem, tocando seu violão nas horas vagas, cantando com os amigos em finais de semana, sim, são músicos.

Mas, deve-se tomar cuidado ao se dizer “Eu sou músico”, pois como todas as outras, ser músico em sua excelência, é seguir uma profissão onde há responsabilidades, deveres e direitos como em todas as outras. Nesse ponto, separam-se os músicos de profissão, os de hobbie e os de ilusão. Ilusão? Sim, ilusão! Pessoas que não se dedicam a profissão, que acordam as 13:00 hs todos os dias, que não praticam seus instrumentos, que denigrem a imagem do músico de verdade, com bebedeiras, irresponsabilidades com horários, cobrando cachês muito abaixo do que o mercado sugere (entende-se cachê como o salário do músico) seguindo a velha premissa do “Sexo, drogas e rock and roll”. Pronto, estou mais calmo agora (risos).

Chegamos à fronteira do músico por hobbie, que é aquele que faz a sua aula semanal, para fugir do stress do trabalho, ou pelo simples sonho de tocar um instrumento, onde na maioria das vezes tem como profissão outra área que não seja a música. Finalmente aterrissamos no mundo dos músicos profissionais. Estudo, dedicação, metas, são fatores cruciais na vida de quem ter a música como profissão. Anos de estudo, horas de ensaio, comprometimento com as pessoas envolvidas, responsabilidade acima de tudo. Infelizmente em nosso país umas das profissões mais desvalorizadas é a música (não estamos falando de bandas, duplas ou grupos com cachês exorbitantes da indústria fonográfica brasileira), fato contrário pelo mundo, onde o músico brasileiro é visto como um dos melhores e mais conceituado. O músico por profissão trabalha de dia, seja em escola de música, estúdio, projeto social ou outros meios, estuda pela tarde, ensaia pela noite e toca (trabalha) pela madrugada. Acorda cedo, corre atrás de suas metas, se dedica, e no final disso tudo a satisfação do dever cumprido e a alegria de poder ver a felicidade estampada no rosto das pessoas proporcionada pela nossa música compensam todo o cansaço, correria e tempo dedicado até o resultado final.

Portanto, se você quer ser um músico de profissão dedique-se, corra atrás, estude, empenhe-se e acima de tudo, seja humilde, não passe por cima de ninguém, pois há espaço para todos em nosso meio, seja responsável e seus sonhos e metas, e a frase “eu vivo de música” poderá ser entoada com orgulho e prazer.

Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Betinho Músico

Meu nome é Adalberto Vieira da Costa Junior, mas sou conhecido por todos como Betinho Músico.

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter