O ciclo mortal do negócio

Siga esses sete passos simples para evitar cair no ciclo mortal do negócio

Postado dia 12/12/2016 às 09:00 por Anselmo Nishiyama

ciclo mortal

Foto: Reprodução
Tenho certeza que você deve conhecer alguém no seu meio empreendedor que quebrou uma empresa ou quase a quebrou por conta da má gestão do Fluxo de Caixa.

Costumo comparar isso ao mau uso do limite do cartão de crédito. As pessoas não fazem um bom planejamento financeiro, parcelam suas compras e após alguns meses não conseguem pagar a fatura do cartão. Isso faz com que elas tenham que se endividar pagando altos juros e o efeito bola de neve judia muito dessa pessoa.

Isso também acontece nas empresas. Mas o que gera uma má gestão do fluxo de caixa?
Além de fazer endividamentos ruins a empresa não se planeja corretamente. 

Vou dar um exemplo: Você tem a receber 1.000 reais até o final do mês. Porém, precisa precisa pagar uma conta de 1.000 reais no primeiro dia do mês.

Isso quer dizer que você se planejou de forma errada financeiramente pois você teoricamente contou com esse dinheiro sem tê-lo de fato.

Ciclo Mortal das empresas começa tiro-no-peexatamente nesse momento!

Quando isso acontece, o empresário busca dinheiro com o banco para pagar essa conta do começo do mês, mas os juros dos bancos acabam fazendo que no mês que vem você tenha que pagar muito a mais para ele do que esses 1.000 reais. Em alguns meses ou anos, os juros comem seu fluxo de caixa, os fornecedores param de te entregar material porque você não cumpre os prazos, você pega mais empréstimos, mas não solucionam os seus problemas e no fim das contas a empresa acaba fechando.

Como evitar que isso não aconteça?

1. Tenha uma reserva financeira. Recomendamos que a empresa tenha um capital de giro de pelo menos 1 ano. Ou seja, tenha nessa reserva, o montante de todas as despesas de pelo menos 1 ano.

2. Guarde 30% da receita líquida. Muitas empresas quebram, pois não conseguem inovar e fazer novos investimentos em momentos oportunos. Guarde mensalmente 30% do seu lucro, pois se a empresa crescer, o investimento também terá que vir certamente.

3. Evite fazer empréstimos. Os juros costumam “comer” boa parte da sua lucratividade. Portanto deixe isso como uma última opção!

4. Negocie seus prazos com fornecedores de acordo com o ciclo de vendas dos seus produtos. Se o seu fornecedor não lhe dá o prazo necessário, mude. Procure por outros, pois certamente você o encontrará.

5. Controle os mínimos gastos da empresa.

6. Tenha um planejamento estratégico de fácil acesso e que seja controlado a risca.

7. Venda primeiro, empreenda depois. Tudo que for relacionado a vender mais precisa ser prioridade.

Seguindo boa parte desses 7 passos você terá mais folego para testar coisas novas no mercado, terá mais tempo de aprendizado e poderá desse jeito ter maior probabilidade de sucesso!

Antes de entrar nesse ciclo mortal, consulte especialistas. O medo de errar e assumir que não sabe o que fazer é muito mais custoso e árduo do que a vergonha de pedir ajuda.

 

Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Anselmo Nishiyama

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter