O brasileiro e a desintegração da musica popular

De tchere tche tche em tchere tche tche a indústria musical cada vez mais nos decepciona

Postado dia 18/12/2015 às 00:00 por Betinho Músico

ears

“A música brasileira definitivamente está acabando”

Ouve–se muito disso por ai. Refine o gênero, e as frases continuarão a fazer sentido para muitas pessoas. O funk, o sertanejo, o forró, o pop, todas as músicas consumidas pelas massas estão sendo feitas de uma maneira em que o ouvinte é submetido a canções de temática fácil, na maioria das vezes ligadas à busca de uma felicidade igualmente fácil. Sendo assim estamos criando um sistema de racionalização não do gosto musical, mas sim de necessidade das massas.

Hoje em dia, as canções de maior sucesso, mais visualizações no YouTube ®, não trazem mais conteúdo relativamente significante para quem ouve, mas sim, mensagens chulas, de cunho muitas vezes sexual, ou por outras vezes contendo frases que rimam “coração” com “carrão” ou pior ainda rimando “igreja” com “cerveja”. Infelizmente, a maioria das músicas prega que a felicidade está no meio da vida fácil, das festas e isso definitivamente não é a realidade do povo brasileiro, que aceita esse tipo de produto definitivamente pela necessidade de fugir dessa vida difícil, funcionando então como uma “válvula de escape”.

Hoje cria-se uma música não com o objetivo de imortalizá–la, ou produzir uma pérola como de antigamente, mas sim com a certeza de que será mais uma concorrente desse mercado pobre e competitivo cheio de “tche tches, pararas, tchus e tchas”. Salvação ou solução para isso? Nossos bons home studios, bandas de garagem, os novos talentos da MPB chamados de “Lado B”, que lutam ferrenhamente para conseguir um lugar ao sol, ou traduzindo para o contexto, conseguir uma luz no enorme palco do mercado musical.

Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Betinho Músico

Meu nome é Adalberto Vieira da Costa Junior, mas sou conhecido por todos como Betinho Músico.

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter