Nove décadas da lenda Chuck Berry!

O guitarrista Keith Richards já disse o seguinte sobre o mestre: “é difícil, pra mim, apresentar Chuck Berry, porque eu copiei todos os acordes que ele já tocou!”

Postado dia 21/10/2016 às 11:34 por Leonardo Carrasco

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Escrevo esse artigo com grande alegria, pois ao invés de fazer uma homenagem a algum falecido, falarei de um músico que completou, no dia 18 de outubro deste ano, nada mais, nada menos, que 90 anos!

Isso mesmo! Chuck Berry está comemorando noventa primaveras e o melhor é que nós vamos ganhar um presentão com isso: um álbum de inéditas será lançado por ele no ano que vem.

O disco se chamará apenas “Chuck” e vai conter músicas escritas e produzidas pelo mestre, um dos pioneiros desse tal de rock´n´roll. O mais incrível é que o senhor Charles Edward Anderson Berry não lança um material inédito assim desde 1979 – nesse ano ele lançou o álbum “Rock It”.

Pensando que o Rock começou lá em 1955 e após nós já termos nos deparado com milhares de bandas, vários movimentos e subgêneros distintos, fica difícil as vezes de resgatar a importância dessa galera que começou tudo. A ideia era mesclar o blues com a música country, além do R&B, e não se pode dizer que Chuck foi o primeiro a fazer a mistura, porém ele foi um dos que fizeram da maneira mais eficaz e insana que a época permitia!

O cara ‘só’ influenciou nomes como Elvis Presley, Beatles, Animals, Rolling Stones… e outras centenas de bandas que nem fizeram muito sucesso, não é mesmo?

Pra vocês terem uma pequena noção, quando ele foi induzido ao Rock´n´roll Hall of Fame, o guitarrista Keith Richards soltou a seguinte sentença: “é difícil, pra mim, apresentar Chuck Berry, porque eu copiei todos os acordes que ele já tocou!”

Foto: Chuck Berry com Keith Richards dos Rolling Stones

Foto: Chuck Berry com Keith Richards dos Rolling Stones

A formação que mais tempo o acompanhou foi o pianista Johnnie Johnson, o baterista Fred Below e o baixista Willie Dixon (outro gigante da música que teve suas composições regravadas por nomes como Led Zeppelin, Bob Dylan, The Doors, Megadeth, Grateful Dead e a lista vai longe).

Chuck nasceu na cidade de St. Louis, estado de Missouri nos Estados Unidos, e ele bebeu muito na fonte de artistas como Nat King Cole, Louis Jordan, Muddy Waters e Bill Haley. Ou seja, percebe-se como ele realmente iniciou algo, não pegou nada pronto, digamos assim.

Ele lançou 20 álbuns de estúdio, 12 discos ao vivo e um monte de coletâneas (não entendo pra que tantas, é mais fácil ir atrás dos álbuns mesmo!). E sua história tem absolutamente tudo a ver com o rock´n´roll. Não há como compreender esse estilo musical (e de vida) sem passar muitas horas de sua existência escutando o som de guitarra com riffs marcantes, licks definitivos, e sua maneira irreverente de cantar e de se apresentar no palco (nesse quesito, Angus Young pegou muito do sujeito em questão).

Bom, nem só de momentos alegres vive o homem. Chuck teve sua carreira interrompida duas vezes por prisões. A primeira foi em 1959, quando foi acusado de levar uma jovem índia de 14 anos a trabalhar num clube em St. Louis com propósitos sexuais. Ele foi solto em 1963.

A segunda foi em 1979, dessa vez considerado culpado por sonegar impostos. Felizmente para a música, ele passou apenas quatro meses na cadeia e teve de cumprir 1000 horas de trabalho comunitário fazendo shows beneficentes.

Por fim, não vou me estender mais, porém peço encarecidamente que o senhor, ou a senhora, escute e tenha a percepção do quão imprescindível é esse dinossauro do rock pra música popular do século XX. Se vale a recomendação deste que vos fala, ouça os discos “One Dozen Berrys”, de 1958, e “Chuck Berry Is On The Top”, de 1959, pois nesse período ele estava no auge comercial e artístico.

No final dos anos 50, a música nunca mais foi a mesma graças a Little Richard, Jerry Lee Lewis e Chuck. Sabe o que é mais bacana? Os três continuam vivos e em atividade na Terra!

 

Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Leonardo Carrasco

Formado em marketing e publicidade, músico, ator profissional, dublador e locutor. Atualmente trabalha como diretor de marketing.

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter