Neurociência, como desvendar este mistério no dia-a-dia

Neurociência é o estudo dos estados anatômico, neuroquímico do sistema nervoso autônomo, e parte de um todo-mente-corpo, que quando bem regulados, participam ativamente das inter-relações do sistema endócrino-imunológico, denominado homeostase

Postado dia 14/01/2016 às 00:00 por Claudio Bergamo

mente

Não há evidência absoluta de que temos consciência de todas as sensações, sentimentos e pensamentos que possuímos, a não ser nos exemplos, propostas e preleções teóricas por Carl G. Jung em os “Tipos Psicológicos”, que por determinação psicológica e observação analítica, Jung descreve as funções de cada personalidade, abrindo caminho para diversas investigações da alma humana.

O que nos provoca mais curiosidade neste tema, neurociência para nosso dia-a-dia, é que em determinados momentos, e quando percebemos sinais emitidos pelo corpo, positivos ou negativos de que estamos ansiosos, agitados, insatisfeitos ou até felizes, e que algo persiste em manifestar-se (como um diálogo interno), pensamentos, sentimentos, dúvidas, dilemas, etc… Buscamos explicações, há alguma coisa estranha se passando, mas não conseguimos identificar ao certo.

O que na verdade e de fato estamos falando é da “emoção humana”, lugar comum a todas as pessoas, ao mesmo tempo o mais complexo sistema vivo, preparado pela evolução. Sexualidade, desejos, paixões, medos e patologias fazem parte deste cenário, comandados por uma inteligência, governada por um sistema de valores que identificamos como: ética, justiça, as artes ou nas ciências em geral. O que de fato há, é um continuum de emoções ou “estados de emoção” muitas vezes expresso em ações pautadas por uma “rede neural” bem mapeada, mas ainda distante do objeto que chamamos consciência.

De forma bastante resumida, neurociência é o estudo dos estados anatômico, neuroquímico do sistema nervoso autônomo, e parte de um todo-mente-corpo, que quando bem regulados, participam ativamente das inter-relações do sistema endócrino-imunológico, denominado homeostase. Entre outros e diversos domínios, neurociência é o estudo das emoções ou ciência das emoções, que podem ir além dos presumidos e polêmicos debates sobre emoção versus razão, Freud versus Jung ou Darwin versus Sócrates; O que de fato ocorre e pode estar valendo é a compreensão dos fenômenos da mente, que envolvem diretamente nossa capacidade de escolha (livre arbítrio) e a tomada de decisão.

Desde desequilíbrios afetivos, apatia, e indiferença com os outros, devem ser examinados, mesmo questões que envolvam estados depressivos, promovidos por assédio, bulling e desequilíbrios da atenção entre outros, merecem intervenções das técnicas e aplicações do Mindfulness. O que nos interessa de fato é a efetividade das práticas e treinamento Mindfulness, extraídas do budismo Zen clássico na sua raiz e hoje pesquisado como técnica de “Controle da mente”, nas grandes universidades americanas, com importante relevância e expansão do conhecimento científico em ações para a saúde dos indivíduos, aprimorarando em cada um e nos grupos de trabalho, estados mentais de maior estabilidade e equilíbrio, e minimizar o impacto da pressão do dia-a-dia, e clarificar em processo gradual as escolhas e decisões tomadas.

A felicidade é o ingrediente fundamental no projeto aplicação Mindfulness, numa sociedade cada vez mais exigente de resultados, e que todo tipo de sofrimento mental, baixa auto-estima, ausência de foco à hiperatividade cognitiva e seus desdobramentos, não podem mais ser ignorados.

O princípio básico do nosso trabalho está em viver o momento presente, o aqui e agora, mudar sua cabeça e a resposta de sua interação com a vida…  Respirar, compartilhar e amar.

Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Claudio Bergamo

Consultor Corporativo, Coach, Psicólogo, Psicoterapeuta, Professor e palestrante e diretor cultural.

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter