A mulher e o campo

O empreendedorismo feminino vem ganhando cada vez mais espaço dentro do Agronegócio, especialmente na última década

Postado dia 20/06/2016 às 07:00 por Ariane Teixeira

campo

Foto: Reprodução/Internet

As abordagens sobre a figura feminina no meio rural têm se tornado corriqueiras, pois, como nos outros setores, a mulher a cada ano ganha uma fatia maior do mercado.

Segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas), o Brasil possui 4 milhões de mulheres a mais do que homens ocupando cargos nas organizações, e muitas vezes são posições de liderança e chefia. Transportando tais informações para a zona rural, a realidade torna-se diferente.

Nas capacitações desenvolvidas pelo Sebrae-SP, voltadas para o Agronegócio no Alto Tietê, a participação feminina gira em torno de 15%, o que é um número baixo. Porém quando é analisado o dia a dia das propriedades rurais, percebe-se que há um alto percentual de mulheres empreendedoras, que participam diretamente da geração de renda de suas famílias.

Então, caro leitor, porque os números não mostram a realidade? Ainda hoje, o trabalho feminino no campo é visto por muitos cônjuges como uma extensão do trabalho doméstico e quem representa as propriedades rurais em instituições, capacitações e negociações é o homem, o chefe da família. Mas este quadro está mudando.

Segundo dados da FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura) estima-se que as mulheres são responsáveis por 50% da produção mundial de alimentos, sendo 80% na África, 60% na Ásia e 30/40% na América do Sul. Apesar do baixo número na América do Sul, tem-se visto mulheres do campo unindo-se por mais espaço.

A constatação vem através de novas cooperativas de mulheres, que têm atuado em segmentos diversos como a produção de flores, mudas, hortaliças minimamente processadas, turismo e o cultivo de plantas aromáticas e medicinais. Além disto, a mulher do campo é muito dedicada às rotinas administrativas do sítio. Pelo senso natural de organização, maior atenção, dedicação e delicadeza, ela consegue realizar planejamentos, controles e assim gerar mais indicadores de resultados para a empresa rural.

Nas capacitações do Sebrae-SP, o êxito na implantação das ferramentas de gestão é maior quando as mulheres estão envolvidas. Assim, fica o convite a vocês, mulheres do campo, para que participem mais das nossas ações, pois este será um grande passo para o sucesso do negócio rural.

O Sebrae-SP possui muitas ações voltadas à gestão empresarial, qualidade e mercado para o Agronegócio. As informações podem ser solicitadas pelos telefones (11) 4722 8244 ou 0800 570 0800.

#:
Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Ariane Teixeira

Mestre em Agronomia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. MBA em Gestão Empresarial pela Fundação Getúlio Vargas

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter