Mogi das Cruzes contra o Uber?

O Uber é um aplicativo que tem feito grande sucesso no mundo, principalmente em países mais desenvolvidos. Por que será que Mogi das Cruzes está querendo sabotar o progresso no transporte privado?

Postado dia 28/10/2016 às 10:59 por Sociedade Pública

uber

Foto: Reprodução

A cidade de Mogi das Cruzes caminha para trás enquanto tenta proibir a circulação de veículos que atendem pelo serviço digital Uber, um aplicativo voltado para dispositivos moveis que oferece um excelente serviço de transporte privado. Criado com sucesso nos Estados Unidos, o Uber vem cativando e conquistando cada vez mais usuários na região metropolitana do Estado de São Paulo por oferecer um atendimento diferenciado para seus clientes, com maior conforto e qualidade por um preço realmente justo.

Desde sua chegada no Brasil, os condutores do Uber têm sofrido constantes ataques de taxistas que não aceitaram a forte concorrência, ou seja, ao invés dos taxistas se juntarem e buscarem um diferencial positivo agregando maiores valores para seus serviços, alguns deles decidiram depredar veículos e até agredir motoristas que atuam pelo aplicativo. Seria a oportunidade perfeita para os taxistas buscarem uma forma de mudarem seus serviços para a melhor, porém alguns optaram pela solução típica de países de terceiro mundo: agir como profissionais de quinta categoria e oprimirem os concorrentes com base na violência e intimidação. Por outro lado, é importante ressaltar que são alguns taxistas que optam por essa forma cruel de “conquistar” o mercado, e isso infelizmente, suja o nome de toda uma classe de profissionais dedicados e honestos que mantém a tradição nesse tipo de serviço.

Além de gerar oportunidades para profissionais autônomos ganharem dinheiro, o Uber é uma alternativa útil também para satisfazer as necessidades dos consumidores em épocas difíceis em nosso país. Isso não pode ser simplesmente ignorado e negarem às pessoas o direito de economizarem dinheiro com um serviço bom e diferenciado. É uma injustiça com a população que a cidade ofereça somente um sistema de transporte privado que não está preparado para enfrentar a concorrência.

Foto: Reprodução - Vereador Chico Bezerra da cidade de Mogi das Cruzes cria projeto que proíbe a circulação do Uber

Foto: Reprodução – Vereador Chico Bezerra de Mogi das Cruzes cria projeto que proíbe a circulação do Uber na cidade

Logo após a eleição para prefeito e vereadores, a cidade de Mogi das Cruzes decidiu não avançar com as melhorias de transporte. O vereador Chico Bezerra (PSB), apresentou na Câmara Municipal um projeto de lei que proíbe a atividade do aplicativo Uber na cidade, sendo considerado então, uma forma de transporte clandestino. Os motoristas do aplicativo que forem pegos em atividades são multados no valor de 1.521,00. Em caso de reincidência, o valor da multa passa a ser de R$ 3.042,00 e é feita também apreensão do veículo.

De acordo com uma informação cedida à imprensa, Chico Bezerra se baseou no argumento de taxistas para criar o texto: “Segundo informações apresentadas pelo Sindicato dos Taxistas Autônomos de Mogi das Cruzes e Região, atualmente, a prestação de serviço de transporte individual, via aplicativo Uber, tem crescido muito no município, colocando em risco a segurança dos seus usuários e também o exercício profissional dos taxistas”, conforme está escrito no projeto apresentado pelo vereador.

Afirmar que o serviço tem crescido muito e que isso coloca em risco o exercício profissional dos taxistas está absolutamente correto, mas afirmar que isso leva riscos à segurança de seus usuário foi de grande irresponsabilidade, pois as normas de segurança são idênticas em ambos os serviços. Esse argumento do texto é falho e não pode servir como base para que esse projeto siga adiante.

Outra coisa que o nobre vereador deveria ter considerado antes de criar esse projeto ouvindo o apelo do sindicato dos motoristas de taxi, é que no mês de agosto, um motorista do Uber foi agredido no terminal rodoviário de Mogi por 10 taxistas enfurecidos, protegidos pelo sindicato.

O Uber é um aplicativo que tem feito grande sucesso no mundo, principalmente em países mais desenvolvidos. Por que será que Mogi das Cruzes está querendo sabotar o progresso no transporte privado? Será que a prefeitura e a câmara dos vereadores acreditam que todos os usuários de transporte privado devem pagar o preço alto que é cobrado pelos taxis da região? Que uma concorrência realmente forte e significativa deve ser marginalizada?

No momento o projeto de lei que proíbe a circulação do Uber em Mogi tramita pelas comissões de Assessoria Jurídica, Justiça e Redação, Finanças e Orçamento, e ainda não tem previsão de quando irá à votação.

 

APAMPA e ACAAPESP unidas a favor de motoristas autônomos

Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Sociedade Pública

A Sociedade Pública é uma revista digital que reúne personalidades de diversas áreas, escrevendo sobre os acontecimentos nos ambientes: político, tecnológico, econômico, social, demográfico e cultural.

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter