Minha filha fez um ano. Mas o aniversário foi meu!

Nesse ano, descobri que ser mãe é bom demais. E nascer mãe foi uma descoberta e tanto

Postado dia 18/01/2016 às 00:00 por Joyce Silva

Foto: Divulgação/Internet

Foram 12 meses de expectativa. Em um ano bem corrido, cheio de construções e reformas, mudanças de emprego e novos clientes, estava minha bebê. Com seus olhos enormes, sua mini boquinha, capaz de emitir agudos acima de qualquer nível de segurança, sua força descomunal, daquelas que doem quando aplicadas em beliscões e abraços mais apertados, seus oito dentes, usados tanto pra comer bananas e maçãs quanto para morder a avó. Sua fome de criança saudável, que come bem, bebe bem.

Enquanto era só o leite da mãe, quanto a Nina mamou! Depois foi acrescentando itens ao seu cardápio, sem tirar o “mamá”, óbvio. Hoje, não dispensa o pãozinho da manhã, que vem em pedacinhos do café da manhã da vovó, nem o mamão cortadinho pelo pai e servido enquanto ela se equilibra em cima da tonquinha. Aliás, também não perde umas beliscadas no prato da mamãe, do papai e de quem estiver almoçando. Mesmo que a papinha dela tenha sido 20 minutos antes.

Sábado foi a festa da Nina. Em meio a uma família de roqueiros, minha filha nasceu sambando. Desde o começo da gravidez, intensifiquei o consumo de músicas e músicos do bom e velho rock and roll, para que a Nina pegasse gosto pela coisa. Mas não adiantou. Assim que conseguiu levantar as mãozinhas e ter um pouco mais de controle, a pequena pegou um potinho e se pôs a batucar freneticamente. E ganhou uma festa à altura. Com samba, clima de boteco e um sol maravilhoso. Tudo cheio de cores, de sons. De comidas gostosas, de cervejas geladas, papo descontraído, reencontros. De dança, muita dança. Inclusive dela, que desenvolveu um método todo próprio de bater palminhas e mexer os pezinhos com todo o charme do mundo.

E a festa foi minha comemoração também. Acabo de completar um ano de idade. Um ano como uma nova pessoa, mais segura, mais confiante. Bem mais madura, muito mais feliz. Um ano como mãe da Nina Morena.

#:
Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Joyce Silva

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter