Mais chá?

Hoje eu vi uma menina brincando de boneca! Em pleno século XXI, existem algumas meninas que ainda brincam de boneca

Postado dia 30/10/2015 às 09:50 por Sociedade Pública

Little adorable girl playing with doll and toy sunglasses

Little adorable girl playing with doll and toy sunglasses

Eu disse hoje. Hoje mesmo eu vi uma menina grandalhona, sentada no chão, com uma mesinha, e bonecas compartilhando um chá. Fiquei feliz por presenciar esta cena.

Em pleno século XXI, existem algumas meninas que ainda brincam de boneca!

Sei que pareço ser sarcástica e o objetivo é este mesmo, porque a meu ver o mundo parece virado, ou fui eu quem ficou do avesso?

Quando me recordo da minha infância, os momentos de maior alegria e nostalgia ficam por conta das horas infindáveis de quando brincava de boneca: brincando de casinha, compartilhei de muitos chás, recebi visitas, fui morar em Bervely Hills, num sítio, virei professora, médica, arquiteta, fui miss, casei, tive filhos, chamei Wilma, Renata, Joelma, Fabiana, fiquei solteira e comprei um carro, enfim, compartilhei de histórias criativas e maravilhosas, momentos que não vão ser vividos nunca mais, mas que ficarão presentes na minha memória e no meu coração.

Tudo no seu tempo, montando minha história real. Vivi minha infância e lá inventei uma história, recriei laços, materializei situações, moldei novos passos, estimulei atitudes futuras. Aprendi. Fui feliz! Sou feliz até hoje.

Não! Não tive tablet. Na minha infância não! Não. Não tive celular. Não. Nunca fiz uma unha, nem usei salto, decotes, pintei o cabelo ou fiz progressiva. Não. Não aprendi ler aos 5, nem aos 6. Não aprendi outras duas línguas aos 7 e nem método Kumon aos 8. Mas fui feliz e vivi como criança, intensamente e por todos os meus 0.1.2.3.4.5.6.78.9.10.11.12… anos de idade.

Criança precisa ser criança! Precisa aprender como criança. Precisa ver o mundo como criança. Cada um no seu papel. Cada coisa no seu tempo. Pra que apressar? Pra que correr? Tudo já é tão corrido. Tudo passa tão rápido.

DE VA GAR.
I DA DE por I DA DE… IN TEN SA MEN TE.

Você foi criança. Permita que sua filha seja criança também, do jeito dela. Cabelos ao vento (sem escovas ou progressivas). Unhas sujas (se for de tinta, melhor ainda!). Permita o bigode de suco. Ou a cara com molho de macarrão… Aceite seus medos, suas inseguranças. Deixe a escrever com letra bastão, sem acentos. Deixe a livre para se sujar e fazer um bolo de terra ou massinha. Deixe a livre para ser criança. Participe do momento mágico que é tomar chá com as bonecas. Não perca esta oportunidade! E posso pedir uma coisa? Quando você for, posso ir também?

Duas pedrinhas de açúcar, por favor, porque a vida não pode ser amarga!

Pensando bem, três pedrinhas de açúcar e um bolinho com calda de chocolate, por favor.  ;^)

Compartilhar:

Leia também

Assine a nossa newsletter