Jean Wyllys – X – Jair Bolsonaro

Nem 8 e nem 80! Às vezes, é melhor ficar quieto!

Postado dia 21/04/2016 às 08:30 por Sociedade Pública

bolsonaro

Foto: Reprodução/Internet

Jair Bolsonaro mais uma vez perdeu a oportunidade de ficar quieto. Pré-Candidato à Presidência do Brasil, durante a votação pró impeachment de Dilma Rousseff, não se conteve e homenageou Carlos Alberto Brilhante Ustra, alegando que ele era o terror da atual presidente Dilma Rousseff.

Foi um erro grave do Bolsonaro apoiar um torturador da ditadura… Nenhum extremismo é bom ou útil. A direita extrema é tão prejudicial quanto a extrema esquerda. Acredito que Bolsonaro perde pontos com a população com essa postura infeliz e reacionária, buscando cativar alguns seguidores sem noção que podem, por ignorância, ser a favor de tortura política, mas vale a pena lembrar que em uma ditadura de verdade, no fervor da panela, qualquer um está sujeito a cair dentro dela e ser cozido pelas leis da violência.

Agora quero registrar outra imbecilidade sem tamanho: Jean Wyllys foi extremamente desrespeitoso quando cuspiu na cara de Bolsonaro alegando que estava sendo ofendido pelo militar, o que foi provado ser uma mentira descarada. Ele simplesmente escarrou e saiu correndo. Coisa de moleque! Jean Wyllys na minha opinião é um dos políticos mais incoerentes da atualidade. Um oportunista que se aproveita da confusão social para colocar mais lenha na fogueira e promover sua imagem.

Se você pegar o Jair Bolsonaro e o Jean Wyllys e chacoalhar os dois de ponta cabeça, pode até ser que caia no chão algumas coisas de valor, mas tem que chacoalhar bastante, pois ambos tem uma couraça de ignorância que reprime suas qualidades.

Esses valores tortos da esquerda e direita sendo disputados em uma polarização cega já está enchendo o saco. Parece que as pessoas não aprendem que violência só gera violência, e elas estão tão apegadas a suas ideologias que fica cada vez mais difícil elas enxergarem com clareza quem elas seguem para formar o que elas são. A origem da causa pode não ser tão bonita como o efeito que ela causa no ego.

Claro que é muito legal você ser uma pessoa jovem e aparecer por aí se impondo com opiniões formadas, falando de política e parecendo gente grande, mas cuidado para não ser mais um papagaio que sai repetindo um monte de besteira emocional.

Exemplo: A esquerda que tanto critica os ditadores brasileiros, exalta ditadores estrangeiros, como é o caso de Stalin, Lenin, Che Guevara, Fidel Castro… Todos eles assassinos e torturadores, no caso de Che Guevara, o ícone supremo da revolução da “causa”, além de psicopata era homofóbico e racista. Detalhe, Che Guevara tornou-se um grande símbolo do capitalismo, pois a cara dele está sendo comercializada de tudo que é jeito. Mas o pessoal não está nem aí com isso…

Então, vamos colocar as coisas na balança da Justiça? Parar de defender ideologia anti-imperialista usando monstros da história populista como heróis? Pra muita gente na Alemanha nazista, Hitler era um revolucionário salvador, e deu no que deu…

Hora de crescer!

 

Compartilhar:

Leia também

Assine a nossa newsletter