Hora do chá

Quente ou frio, o consumo regular de chás oferece muito mais que um momento de prazer. Bebida de baixa caloria e inúmeros benefícios, há chás que estimulam o apetite, ajudam a acalmar e melhoram a função gastrointestinal. Descubra qual o benefício do seu preferido

Postado dia 09/11/2015 às 12:55 por Ariovaldo Ribeiro

cha

Se levarmos ao pé da letra, chamaríamos de chá só a bebida que se origina da infusão das folhas da planta Camellia sinensis (que inicialmente recebeu o nome de Thea sinensis), mais conhecida como chá-preto, mas que também dá origem ao chá-branco, chá-verde, chá-amarelo e chá-vermelho. Todas essas bebidas são originárias do mesmo vegetal (o que os diferencia são os tempos de coleta e de secagem).

Se os chás verde e preto são bastante difundidos ao redor do mundo, aqui no Brasil, os de camomila, hortelã, erva-doce, capim-cidreira e boldo estão entre os mais consumidos. Outra paixão brasileira é o chá-mate, derivado da erva-mate que é refrescante e tem propriedades antioxidantes.

Uma das histórias referente ao surgimento do chá remete à 5.000 atrás, na China do Imperador Sheng Nong, popularmente conhecido como o Curandeiro Divino. Tentando solucionar a constante incidência de surtos epidêmicos em seu reino, ele criou uma lei que obrigava o povo a ferver a água antes de ingeri-la.

Um dia, repousando sob uma árvore, o soberano deixou sua xícara de água esfriando um pouco, e logo percebeu que algumas folhas haviam caído sobre o líquido, conferindo-lhe um tom castanho. Ao experimentar a bebida, descobriu que ela possuía um sabor aprazível, difundindo assim o cultivo deste alimento entre seus súditos.

Uma outra história, também da China, conta que a princípio os chás eram consumidos apenas com objetivo medicinal, mas aos poucos passou a ser utilizado como bebida, por prazer, tornando-se a segunda bebida não alcoólica mais consumida do mundo.

Benefícios

De lá pra cá, cientistas, médicos e pessoas comuns descobriram que o chá tem tanto a função medicinal como a prazerosa e, dependendo das folhas que se escolhe para a infusão, até nutrientes que colaboram para o bom funcionamento do corpo.

Para a nutricionista clínica, especializada em nutrição funcional do Hospital Albert Einsten, Fabiana Trovão: “Existe uma série de chás que contribuem para a saúde”

São inúmeras opções de infusão, cada qual com sua propriedade – seja ela calmante ou estimulante, aquecedora ou refrescante, diurética ou emagrecedora, temos hoje o conhecimento de milhares de chás feitos a partir de folhas, flores, frutos e cascas. Mas, é preciso que a bebida seja ingerida diariamente para que seus efeitos sejam evidentes no organismo.

Um estudo publicado pelo jornal acadêmico Phytotherapy Research, dos Estados Unidos aponta que o consumo diário de chá-verde ou preto inibe a produção de enzimas cerebrais associadas à perda de memória. Mas, o benefício é interrompido quando se para de consumir o chá.

Quente ou gelado, os efeitos terapêuticos de muitos chás são comprovados cientificamente. Se for pelo prazer, não existe uma hora específica do dia para beber chá.  Porém, se a intenção é conseguir algum benefício ou na forma de tratamento fitoterápico, isso pode variar.

Pela manhã, o chá-preto é mais aconselhável porque estimula a produção dos neurotransmissores cerebrais que nos dão energia, do contrário, deve ser evitado após as 18 horas, por possuir alta concentração de cafeína.

Depois das refeições, chá-verde ajuda na digestão e é diurético, além disso, tem como princípio ativo os polifenóis (responsáveis por diminuir os níveis de colesterol), contribui para a saúde bucal e tem efeito antioxidante, diminuindo a produção de radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento.

i372764Alguns deles podem até ser consumido durante a refeição como explica Paula Simonsen, especialista em chá de São Paulo: “Alguns tipos de chá escuro, como o Lopsang Souchong, são ótimos para acompanhar pratos salgados e mais gordurosos, como sanduíche de salmão e cream cheese no pão preto. Esse é um exótico chá chinês, aromatizado e defumado”

A verdade é que dá pra aliar o prazer às propriedades medicinais e fazer da hora do chá uma hora saborosa e saudável. Abaixo listamos 14 tipos diferentes de chá deliciosos e seus benefícios, escolha o seu favorito:

Capim cidreira

Essa erva é aliada do sistema digestivo e ainda ajuda a aliviar gases. Ótimo para ser consumido depois das refeições, também funciona como um sedativo natural.

Camomila

Também de ação calmante, a camomila é boa para combater ansiedade e insônia e tem sido muito usada para aliviar a enxaqueca. Muito indicada no período da TPM, ajuda a aliviar cólicas.

Hortelã

Tem função antiparasita e antifúngica e auxilia pessoas que estão com complicações de gases. O chá de hortelã melhora a digestão, combatendo azias.

Alecrim

Digestivo poderoso, o alecrim também é muito usado para ajudar pessoas que querem controlar o peso, pois aumenta a sensação de saciedade.

Possui ainda funções antiespasmódica e anti-inflamatória sendo indicado ainda, para cólica renal e menstrual. Possui excelente ação antifúngica – ótima para ajudar a mandar embora o fungo cândida do organismo – e ação desintoxicante.

Erva doce

O aroma dessa erva é muito usado como forma de relaxante. O chá, além de propiciar esse benefício, também ajuda no combate a cólicas e gases, além de melhorar a digestão.

Chá mate

Preferido de muitos, o chá mate tem ação termogênica e antioxidante, bom para acelerar o metabolismo e evitar o envelhecimento precoce. É preciso um cuidado, apenas, com o seu poder estimulante, por conter cafeína. Deve ser evitado por pessoas hipertensas, por aumentar a circulação sanguínea.

Chá de canela

A canela pode ser uma ótima aliada no controle de diabetes, ajuda na redução da glicemia, regulando o açúcar no sangue. Além disso, ajuda na diminuição da vontade de comer doces e melhora a circulação.

Chá verde

Desintoxicante, ajuda a fortalecer o sistema imunológico, previne problemas cardiovasculares por controlar o colesterol e ainda tem vários princípios ativos que ajudam na prevenção do câncer. E as vantagens não param por ai: ajuda a combater cáries – basta fazer bochechos com ela – e serve de protetor solar interno, ajudando a proteger a pele contra raios ultravioletas. Tomar o chá, no entanto, não dispensa o uso do protetor solar externo.

O chá verde também é muito famoso pela ação termogênica, ou seja, acelera o metabolismo na queima de gorduras e pode contribuir para quem quer perder os quilos extras desde que combinado com dieta balanceada e prática de exercícios físicos.

Chá de hibisco

O hibisco ajuda no controle do colesterol e é muito diurético, capaz de fazer uma varredura de toxinas no organismo. Pode ser uma boa opção para hipertensos, porque tem menos cafeína que o chá verde, mas, benefícios semelhantes.

Chá de gengibre

“O gengibre é um dos melhores anti-inflamatório que temos na natureza”, diz a nutricionista Flávia Cyfer. Ele também atua no sistema digestivo contra cólicas e gases e ajuda no combate à celulite, tão indesejada pelas mulheres. Também é indicado para combater enjoos e náuseas, principalmente em gestantes, que não podem usar muitos remédios durante a fase da gestação.

Chá de limão

Além de a fruta ser rica em vitamina C, tem ação alcalinizante, ou seja, ajuda a deixar o pH do sangue dentro do nível alcalino, que é como ele deve ficar. Fazer o chá junto com a casca, contribui para a desintoxicação do organismo.

Maracujá

O maracujá já é famoso por ajudar a acalmar os nervos. Indicado para combater ansiedade, estresse, insônia, irritação e agitação.

Maçã

A fruta também tem ação calmante, além de ótima para ajudar na digestão, pois é diurética, com efeito laxante.

Chá de alfazema

Ajuda a aliviar cólicas. De propriedade calmante e bactericida, a alfazema também é muito usada para amenizar dores de cabeça.

 

Mas qual a forma certa de preparar seu chá?

cha

Nada mais simples do que preparar um chá; basta ferver a água e depois colocar as folhas em infusão. O ideal é que seu preparo ser feito na hora. Quando deixado em garrafa térmica, o chá pode perder até metade das propriedades funcionais.

Para a especialista nessa bebida, Paula Simonsen, existe uma forma perfeita para o preparo adequado da bebida. Acompanhe o passo a passo:

  1. Encha um infusor com o chá de sua escolha (a medida é uma colher de chá por xícara) e coloque dentro de um bule, de preferência de porcelana. O metal pode alterar o gosto.
  2. Esquente água mineral na chaleira, sem deixar ferver. Quando as primeiras bolinhas começarem a subir, desligue. A temperatura deve ficar em torno de 85°C. O ideal é que, ao tocar a chaleira, sinta que está bem quente, mas sem queimar as mãos. Os chineses dizem que, se não conseguimos tocar uma coisa, ela também não está boa para ser consumida.
  3. Jogue a água no bule, sempre em movimentos circulares para permitir a entrada de maior quantidade de oxigênio.
  4. Deixe a bebida descansar por 3 a 5 minutos. Para cada tipo de chá há a exigência de espera com tempo diferente.
  5. Antes de servir, jogue água quente sobre a xícara para aquecê-la. Assim, é possível manter a temperatura da bebida por mais tempo.
  6. Que tal aproveitar essas dicas e tomar um chazinho?

i372765

Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Ariovaldo Ribeiro

Médico homeopata especializado, Especialista em Homeopatia pela Associação Médica Homeopática Brasileira.

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter