Fica a dica: Cuide de sua comunicação verdadeiramente

Na maioria das vezes, o cliente sabe muito mais sobre a empresa do que ela própria

Postado dia 22/10/2015 às 11:42 por Priscila Kähler

 

ejecutivos

É inadmissível que as empresas atuais não se comuniquem com seus stakeholders* de forma eficaz, esclarecedora e os tratando como únicos. Hoje a comunicação é o maior patrimônio que as instituições possuem, portanto precisam valorizar e gerir de forma correta, responsável e profissional.

As informações de mercado estão no domínio dos públicos e podem ser encontradas numa simples e rápida busca no smarthphone, estejam os públicos onde estiverem. E isso é muito sério!

O consumidor hoje, ao cogitar adquirir algo, seja produto, serviço, seja doação ou até mesmo voluntariado, privado ou público, qualquer categoria, compra complexa ou simples, de alto ou baixo envolvimento, enfim, para qualquer aquisição, ele busca e obtém todo tipo de informação que deseja a respeito desta: Tudo sobre o concorrente, a política da empresa, os fornecedores, as certificações, a experiência de outros clientes, os problemas e as soluções entregues, ou seja, na maioria das vezes, o cliente sabe muito mais sobre a empresa do que ela própria.

E isso pode ser muito bom ou muito ruim! Depende do desempenho da instituição e de seu zelo com sua comunicação. Na era do “acesso total”, é imprescindível para a sobrevivência da empresa que sua comunicação seja “holística”, respeitosa e verdadeira, já que se corre o risco de o cliente ser o principal agente produtor de conteúdo concernente à empresa, seja ele positivo ou negativo: O que é muito pior!

Profissionalizar a comunicação é vital para viver e sobreviver num mercado de convergência absurda! A era das redes fechou o cerco para instituições que não estão nem aí para o que fazem e para o que dizem (ou o que não dizem!). Quando isso acontece o cliente reclama, anuncia, veicula, compartilha, difama, denigre e lidera centenas ou milhares de outros clientes ou prováveis clientes na disseminação de notícias / propagandas negativas sobre o produto ou serviço que não se importou com isso. O poder do conteúdo e da mídia foi para as mãos dos públicos, inclusive!

Como dizem nas redes sociais: #ficadica: Se atentar à comunicação on ou off line de sua empresa, estando presente, gerindo de forma respeitosa e cuidadosa, sendo verdadeiro e transparente, e principalmente, deixando a cargo de quem realmente entende de se comunicar e é profissional da área. Amadorismo não cabe mais! Não condiz com o presente e com o futuro de sucesso que as instituições querem ter.

*Stakeholders: todos os públicos com os quais a empresa se relaciona.

Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Priscila Kähler

Profissional de marketing. Coordenadora dos cursos de Comunicação e Marketing da Universidade Braz Cubas em Mogi.

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter