Falar sim, fingir nunca!

A comunicação sincera, a intimidade entre o casal, as afinidades, preliminares sem pressa e muito, muito afeto são uns dos fatores primordiais para a relação saudável do casal

Postado dia 03/04/2017 às 08:00 por Luanda Nogueira

fingir

Foto: Reprodução

Uma das grandes queixas da maioria das mulheres é a falta de carinho dos seus parceiros na relação sexual. Ou seja, para muitos homens, sexo é fazer carícias breves e ir direto ao ponto – ou seja, direto na penetração.

A relação sexual não se limita a penetração e orgasmo somente, e sim abrange um conjunto de fatores que contribuem para um maravilhoso entrelace amoroso.

Creio que tudo parte de uma boa comunicação entre os dois, falar o que gosta e o que não gosta, qual jeito que aprecia ser tocada. Ter criatividade na cama é importantíssimo.

O erro de algumas mulheres é acreditar que seu parceiro vai adivinhar o que ela está querendo, desejando. Muitas vezes acaba a relação sexual e não rolou a metade do que imaginava, e daí vem a grande frustração, muitas vezes nem percebida pelo parceiro.

orgasmo 2

Mas porque será que alguns homens não desconfiam que não estão mandando bem? Porque infelizmente ainda é grande o número de mulheres que fingem estar tendo prazer, fingem ter um orgasmo. Enfim, se você aparece satisfeita no início, no meio e no fim da relação, por que o parceiro iria se preocupar em melhorar alguma coisa?

E o fato da mulher fingir é mais comum do que você imagina. Os motivos variam desde querer agradar seu parceiro, ou de acreditar que ele vai mudar, ou de acreditar que é assim mesmo que funciona o sexo, ou desacreditar dela mesma em não conseguir ter satisfação em sua relação sexual.

Acredite, a relação sexual é muito mais que genitais. Não se limite a isso, salvo se você apreciar uma rapidinha – que acredito que não tem problema algum; desde que os dois curtam essa relação breve, ela pode ser prazerosa também.

Mas quando você quer curtir sua relação, não tenha pressa, usufrua de todos os sentidos do seu corpo e do parceiro, como se atentar nos olhares, cheiros, toques, sensações diferentes, ouvir e falar coisas do agrado de cada um. Ou seja, namore, e namore devagar!

Mas seja sincera, não escolha fingir que você está gostando se não está. Esse é o pior caminho para o casal. Para você, que continuará frustrada e nada vai mudar, e para outro, que acredita que não tem problema algum na relação, já que você sempre demonstra satisfação e, o melhor, até ¨goza¨ no final. Por que alguém deveria se preocupar com essa relação?

#:
Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Luanda Nogueira

Psicóloga com Enfoque em Sexualidade Humana, Educação e Saúde Sexual.

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter