Eu sou a mosca

Eu sou um homem, o cidadão, contribuinte, eleitor, voluntário que acredita ser possível construir uma sociedade mais justa e humana

Postado dia 04/01/2016 às 00:23 por Heródoto Barbeiro

35d9db8f30d55e2ce1965828fe879485

Eu sou o homem que entra em um cartório para pedir um documento e espera calado enquanto os cartorários terminam suas conversas particulares. Eu sou o homem que vai a um posto de saúde e fica pacientemente esperando pela consulta enquanto os atendentes fazem de tudo, menos olhar o meu pedido. Eu sou o homem que entra na repartição que cuida dos contribuintes e espera os funcionários terminarem a leitura de seu jornal. Eu sou um homem  que entra em um prédio público pedindo uma informação, ansiando por uma cortesia ou esperando ser notado. Eu sou o homem que entra no escritório que vende bilhete único e aguarda tranquilamente que as recepcionistas e os caixas terminem de conversar com seus amigos, e espera.  Eu sou o homem que compra uma passagem aérea de baixo custo e acredita que o voo atrasou porque a chuva atrapalhou.

Eu sou o homem que acredita que a cada nova eleição o grupo que vai gerenciar o Estado vai ser melhor que o anterior. Que os vereadores, deputados estaduais, federais e senadores vão se comprometer mais com o interesse público do que com os que financiaram as suas campanhas. Eu sou o homem que recolhe todos os impostos porque acredita que eles vão ser aplicados na melhoria de vida de todos e a educação e a saúde vão ser mais bem tratados. Eu sou o homem que acompanha a disputa pela prefeitura, pelo governo do estado, pela presidência porque acredita que os eleitos vão cumprir tudo o que disseram na campanha. Eu sou o homem que não dá dinheiro para que o guarda não me multe pela barbeiragem no trânsito porque acredita que a corrupção começa com as pequenas propinas.

Eu sou o homem que acredita nas mudanças sociais porque muitos se dedicam ao trabalho voluntário em instituições sem fins lucrativos. Eu sou o homem que acredita em  ações nas redes sociais porque acredita na pressão da opinião pública para parar com o desmatamento, o ataque ao meio ambiente e o fim da diversidade. Eu sou o homem que acredita que as novas gerações vão ser melhores porque os professores são dedicados e comprometidos com a causa da humanidade. Eu sou o homem que acredita na tolerância porque todos podem professar a fé que os satisfaz. Eu sou o cidadão, contribuinte, eleitor, voluntário que acredita ser possível construir uma sociedade mais justa e humana. Eu sou o homem que acredita ser um ser humano.

Inspirado em Sam Walton.

Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Heródoto Barbeiro

Heródoto Barbeiro, escritor e jornalista, âncora do Jornal da Record News e editor do Blog do Barbeiro. Foi âncora do Roda Viva da TV Cultura e do Jornal da CBN. Tem livros nas áreas de jornalismo, história, mundo corporativo e budismo.

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter