Endividado! O que fazer?

Posso planejar minha aposentadoria estando endividado?

Postado dia 13/01/2016 às 00:00 por Wndenberg Marques

Personal accounting

Foto: Divulgação/Internet

 

Recebi de um leitor o seguinte:

Tenho 35 anos, pretendo me aposentar com 50 anos, trabalho com carteira assinada e tenho renda de sete mil reais líquidos, porém estou totalmente endividado. O que faço?

 

Antes de qualquer tomada de decisão, é preciso fazer um controle financeiro pessoal e orçamento doméstico. Cada centavo de renda familiar e cada centavo gasto até mesmo com pão na padaria deve ser colocado no papel para que você tenha ciência de quanto ganha e quanto gasta. Os custos exagerados devem ser controlados, como por exemplo: economia de combustível, ter um carro mais barato para manter, entender se realmente precisa ter um carro, evitar comer fora de casa com frequência, enfim, muitas vezes é necessário reduzir o padrão de vida para controlar as finanças pessoais.

O primeiro passo é se livrar das dívidas. Procure seus credores e elimine antes de mais nada os créditos rotativos, tais como cheque especial e cartão de crédito. Eles são juros que passam de 400% ao ano. Peça um parcelamento da dívida mesmo que seja em muitas parcelas, mas que caiba no seu orçamento. Peça para cancelar seus limites até que consiga pagar toda a dívida. Qualquer entrada de recurso extra, como 13° salário, bônus ou hora extra, use para antecipar as parcelas obtendo assim descontos nos contratos.

As linhas de crédito pessoal precisam estar com parcelas também adequadas à sua renda para que você possa pagar. Caso não estejam, renegocie imediatamente com os bancos credores pedindo uma redução na taxa e, se necessário, um alongamento no prazo.

Observe que até agora não disse para guardar dinheiro. O princípio básico de planejamento financeiro é justamente estar sem dívidas para começar a fazer suas reservas.

Determine metas. Em menos de cinco anos você conseguirá pagar suas dívidas e iniciar seus investimentos, e logo terá 40 anos e apenas 10 anos para poupar o suficiente para se aposentar.

Feito isso entramos na segunda etapa do seu planejamento financeiro pessoal. Hoje o teto de aposentadoria pelo INSS é de R$ 4,673,00, ou seja, ainda precisará ter um complemento de renda de R$ 2,327,00, pois sua renda é de R$ 7.000,00. Esse complemento pode ser feito com reservas mês a mês ou ano a ano e poderá iniciar isso assim que quitar suas dívidas. Sendo assim primeiro regularize sua situação financeira, deixe de ser devedor e pensaremos em formas de estruturar sua aposentadoria.

Um abraço

 

Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Wndenberg Marques

Administrador, especializado em finanças corporativas e bancos de investimentos pela FIA (Fundação Instituto de Administração), certificado pelo IBCPF

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter