Ecologia, origem e idealizadores

A ecologia tem sua origem muito complexa, devido a sua natureza multidisciplinar.

Postado dia 18/12/2015 às 00:00 por Claudio Antonio

arara

Os antigos filósofos da Grécia, incluindo Hipócrates e Aristóteles, foram os primeiros observadores a registrar aspectos conhecidos hoje como história natural. Entretanto, os filósofos da Grécia Antiga consideravam a vida como um elemento estático, não existindo a noção de adaptação dos próprios seres vivos.

No contexto moderno, incluindo tipos de cadeias alimentares, regulação populacional e produtividade, foram desenvolvidos a partir de 1700. Os primeiros trabalhos foram realizados por Antoni van Leeuwenhok (1632–1723) e do Richard Bradley (1688-1732).  Alexander von Humbolt (1769–1859) foi outro pioneiro que desenvolveu o pensamento ecológico na respectiva época, foi um dos primeiros a reconhecer graus diferentes ecológicos e fazer alusão às relações entre espécies e área.

No início do século XX, a ecologia desenvolveu com muita ênfase uma das formas analíticas de história natural que conhecemos hoje em dia. Conforme  Aristóteles, a natureza descreve e examina a interação dos organismos com o seu meio ambiente e suas comunidades.

Alguns historiadores naturais, incluindo James Hunt e Jean Baptiste de Lamarck, contribuíram de forma plena e consistente com trabalhos muito significativos que lançaram com bases sólidas as bases das modernas ciências da ecologia. Como já comentado em outros artigos o termo “ecologia” é de origem mais recente e quem deu esta interpretação mais promissora foi o biólogo alemão Ernest Haeckel ao escrever o seu livro intitulado Generelle Morphologie der Organismen (1866).

Até os dias atuais as opiniões divergem sobre quem foi o fundador da teoria ecológica moderna. A definição de Haeckel por muitos é considerada como o início, outros atribuem a Eugenius Warming com a escrita de Oecology of Plants: An Introduction to the Study of Plant Communities (1895).

A ecologia pode também ter começado com Carl Linnaeus, principal pesquisador da economia da natureza no início do século XVIII, ele idealizou e desenvolveu um ramo de estudo ecológico que chamou-se  de economia da natureza. Os trabalhos de Carl Linnaeus influenciaram Charles Darwin no The Origin of Species onde adota a frase de Carl Linnaues economia ou política da natureza. Carl Linnaeus foi o primeiro a enquadrar o equilíbrio da natureza, como uma hipótese testável. Haeckel, que admirava o trabalho de Charles Darwin, definiu ecologia com base na economia da natureza, o que levou alguns a questionar se a ecologia é sinônimo dos conceitos de Linnaues para a economia da natureza.

A ecologia é considerada uma ciência jovem, cuja formação foi formalizada no final do século 19, tornando-se mais popular durante os movimentos ambientais no início da década de 1960, embora muitas observações, interpretações e descobertas relacionadas à ecologia estendem-se desde o início dos estudos da história natural.

Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Claudio Antonio

Possui graduação em Tecnologia Processos de Produção Industrial pela Faculdade de Tecnologia Senador Flaquer (1982).

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter