Drenagem ou modeladora

Gosto de trabalhar de forma clara e verdadeira com o meu cliente. Pena que nem todos profissionais pensam da mesma forma. Vamos às diferenças

Postado dia 02/05/2016 às 08:00 por Nubia Maia

drenagem

Foto: Reprodução/Internet

Olá pessoal. Hoje eu gostaria de abordar este tema! Por quê? 80% dos clientes que eu atendo que buscam a Drenagem Linfática Manual e que me relatam já ter feito estranham quando eu inicio a técnica, dizem que é muito devagar, não dói e não fica roxo, e percebo que os tratamentos anteriores destes clientes não foram realizados a drenagem e sim a massagem modeladora, porém usando o nome de drenagem. Qual a necessidade do “profissional” de enganar o cliente? Cada massagem tem suas funções benéficas para o corpo, porém, com efeitos e propostas diferentes, inclusive contra indicações. Para que a nossa classe seja reconhecida e valorizada é importante trabalharmos de forma ética, não devemos vender milagres, soluções imediatas ao cliente, ao invés de vender protocolos devemos vender tratamento com responsabilidade, qualidade e verdade.

Gosto de trabalhar de forma clara e verdadeira com o meu cliente, pena que nem todos profissionais pensam da mesma forma. Vamos às diferenças.

DRENAGEM LINFÁTICA MANUAL

É uma técnica desenvolvida pelo Biólogo Emil Vodder e sua esposa Estrid Vodder em 1936. Emil Vodder observava que muitas pessoas apresentavam quadros gripais crônicos, nos quais se detectava um aumento dos linfonodos na região cervical.

A melhora desses quadros foi obtida com determinados tipos de movimentos de massagem realizados na região envolvida. A partir dessa observação desenvolveu-se a técnica de drenagem linfática manual.

É uma técnica cuja finalidade é o aumento do fluxo linfático, e para que essa técnica alcance um resultado satisfatório o profissional precisa ter o conhecimento do sistema linfático. A DLM é um mecanismo que auxilia o sistema linfático no processo de drenagem, removendo o excesso de líquido intersticial, os resíduos metabólicos, as proteínas e favorece a troca de oxigênio e nutrientes. Desta forma o equilíbrio hídrico é preservado.

Para que isso ocorra com sucesso a drenagem precisa ser realizada sempre no sentido  centrípeto (coração) e que a linfa seja direcionada para as cadeias de linfonodos mais próximas da região drenada.

CATEGORIA DE MANOBRAS

Evacuação: ocorre nos linfonodos, é realizada antes e depois da DLM.

Captação: é realizada diretamente sobre o local edemaciado, visando o aumento da captação da linfa pelos capilares.

OBS: as manobras utilizadas são: espiral, bombeamento e bracelete.

 

Como-fazer-Drenagem-Linfática-no-Rosto-1INDICAÇÃO DA DLM

Hidrolipodistrofia Ginóide (celulite);

Linfedema (inchaço)

Insuficiência venosa crônica;

Mastodinia (tensão mamária durante fase de ovulação);

Tensão pré-menstrual (TPM);

Gestação a partir do terceiro mês completo com indicação médica;

Cianose ocular (olheiras);

Pós-limpeza de pele (na ausência de processo inflamatório);

Pré e pós de cirurgias faciais e corporais;

Pós-mastectomia (após liberação médica);

 

CONTRA INDICAÇÕES

Tumores;

Neoplasias;

Tuberculose

Infecções agudas;

Reações alérgicas agudas;

Edema de origem cardíaca ou renal;

Trombose venosa profunda (TVP);

Hipertireoidismo descompensado;

Diabetes descompensada;

Insuficiência renal;

Edema de origem cardíaca ou renal;

Insuficiência cardíaca congestiva descompensada;

Flebite (inflamação em uma veia);

Hipotensão arterial (cuidado a ser tomado);

Hipertensão arterial descompensada;

 

MASSAGEM MODELADORA

massagemmodeladoraA massagem modeladora utiliza-se dos mesmos movimentos da massagem clássica, porém, com pressão maior, ritmo e velocidade mais intensa. Essa técnica tem o objetivo de modelagem do corpo. É realizada apenas local (abdômen, braços, glúteo, flancos, coxas). Os movimentos utilizados são:

Deslizamentos superficial e profundo;

Amassamento;

Rolamento;

Fricção;

Percussão;

Para que a massagem seja realizada corretamente o profissional tem que ter conhecimento em anatomia e nos mecanismos fisiológicos corporais sabendo avaliar e excluir pessoa com contra indicações.

INDICAÇÕES

Melhora do contorno corporal;

Cicatrizes e aderências;

Auxilia na permeação de princípios ativos;

Aumento da oxigenação e nutrição local;

CONTRA INDICAÇÕES

Lesões no local;

Neoplasias (cânceres);

Dermatoses e dermatites;

Processos inflamatórios;

Trombose;

Varizes; entre outros.

Processos infecciosos;

Gestante;

Alterações de sensibilidade;

 

OBS: O profissional que realiza a técnica de massagem modeladora corretamente não provoca equimose (roxo) e dores também não costumam ser comuns, a não ser em casos com grau de HLDG (celulite) mais avançado devido ao comprometimento do local.

 

REFERÊNCIA

GUIRRO, E, GUIRRO, R. Fisioterapia dermato-funcional. São Paulo: Manole, 2007.

PEREIRA, MARIA DE FÁTIMA LIMA, Recursos técnicos em estética, v. I São Paulo: Difusão Editora, 2013.

 

 

Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Nubia Maia

Aos 37 anos decidi fazer minha primeira graduação (Estética), e não quero parar mais! Pós-graduada em Docência do Ensino Superior

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter