Douglas de Matteu

Douglas de Matteu, colunista da Revista Digital Sociedade Pública, concedeu-nos uma entrevista bem interessante e esclarecedora, sobre uma prática de aprimoramento profissional e pessoal crescente chamada Coaching. Confira:

Postado dia 10/11/2015 às 08:28 por Sociedade Pública

douglas

 

A Revista Digital Sociedade Pública, traz ao público hoje, um entrevistado que atua com um segmento empresarial que vem ganhando destaque nos últimos anos, para empresas que procuram diferencial competitivo e maior valorização moral do funcionário, como de seu desenvolvimento profissional. Estou falando do Coaching, e quem falará a respeito disso para nós, é o empresário, master coach trainer e professor: Douglas de Matteu, PhD.

Douglas, você começou ainda jovem uma brilhante carreira no universo corporativo na região do Alto Tietê. Atualmente, destaca-se como professor universitário, e pela sua atuação na área de Coaching. Conte-nos como foi a fase inicial de seu trajeto profissional.

Sempre gostei de estudar, de obter conhecimento. Entendi que esse era o melhor caminho para realizar meus sonhos e objetivos. Eu já tinha duas graduações, duas pós graduações, e um mestrado.  Mesmo assim os resultados não vinham como eu esperava, pois ainda havia muitos sonhos e planos pessoais. Sentia que faltava algo. Foi quando conheci o processo de Coaching que minha vida teve um novo norte. Saí do sonhar e pensar para agir, vencendo barreiras internas, e comecei a realizar, empreendendo com meu Instituto e avançando com a realização de meus objetivos.

O que é Coaching?

Coaching é um processo que leva o cliente do ponto A, para ponto B, ou seja, busca ajudar o cliente a conquistar seus objetivos, independente de qual seja, para tanto sensibiliza o cliente sobre suas responsabilidades e ajuda no desenvolvimento de competências técnicas e emocionais, para alcance dos resultados, em síntese, transforma potencial em potência.

Qual o nome do instituto de Coaching, e há quantos anos ele está ativo?

Inicialmente, inauguramos com o nome de Instituto Evolutivo, no ano 2011, e a partir desse ano reposicionamos a marca para IAPERFORMA – Instituto de Alta Performance Humana, nossa atuação na área de Coaching, Liderança e Desenvolvimento Humano, tem conquistado grandes resultados com atuação nos EUA, Japão e Egito. Temos turmas de Coaching em São Paulo, e agora vamos também para Recife e Bahia.

Qual o fator principal do sucesso internacional? E como foi que conseguiram chegar tão longe?

A receita é simples, foco, estratégia, ação, crenças fortalecedoras e resiliência.

Quantos alunos estão hoje ligados ao IAPERFORMA?

Boa pergunta! Se considerar formações, cursos rápidos e palestras, somente como IAPERFORMA, eu e meu sócio Wilson Nascimento, já acessamos milhares de pessoas. Arriscaria o número 50.000 pessoas, sem contar os mais de 20 livros publicados, onde sou co-autor.

E continua trabalhando com obras literárias?

Sim, inclusive no dia 18 deste mês será lançado no Conselho Regional de administração de São Paulo, O livro Administração – avanços e desafios, que comemora 50 anos de regulamentação da profissão de administrador. Com a presença do presidente do Conselho Federal e regional do CRA.

E existe alguma pretensão de lançar um trabalho literário solo?

Sim, está em execução, e provavelmente o nome será: Coaching – estratégias para alcance da alta performance profissional e pessoal.

Falando ainda sobre educação, atualmente você está ligado com diversas instituições de ensino superior, atuando como professor. Quais são?

Leciono na faculdade de tecnologia de São Paulo, FATEC SP, curso de gestão empresarial, na faculdade de tecnologia de Mogi – FATEC MC, curso de tecnologia recursos humanos, e agronegócio. Na UNIESP/UNISUZ em Suzano, leciono administração e tecnologia em marketing, e pelo sistema EAD (ensino a distância) na Florida Christian University FCU/EUA, faço parte do corpo docente dos programas de mestrado e doutorado na cadeira de Coaching e Marketing lecionando para diversos cursos, nacionalmente e internacionalmente .

Qual foi sua motivação para ingressar no universo acadêmico como professor?

Minha missão de vida é: evoluir constantemente como ser humano. Contribuir para transformação e desenvolvimento da vida das pessoas, organizações, por meio do conhecimento e do amor.

Tenho visto nos últimos anos, uma demanda crescente de interessados em realizarem cursos nas áreas de Coaching e PNL (Programação Neurolinguística). Quais os setores mais procurados para profissionais interessados em atuarem nessas áreas dentro de empresas?

Essas áreas têm sido escolhidas por diversos profissionais, geralmente ligados à alta e média gerencia de diversas organizações, porém vem crescendo o número de profissionais de outras área da psicologia, engenharia, educação, vendedores, empreendedores entre outros… Geralmente para pessoas que buscam um papel de liderança. É interessante acrescentar também que muitas pessoas que não estão diretamente relacionadas com o contexto corporativo, também vêm buscando o Coaching para melhoria nos relacionamentos interpessoais e conjugais, bem como para atingirem níveis maiores de felicidade e conquistando plenitude de vida.

E como você vê a utilização de profissionais desses “novos” profissionais nas empresas?

Acredito que atualmente é essencial para organizações que buscam a alta performance, terem profissionais qualificados e preparados. Em especial no momento atual do Brasil, às competências adquiridas numa formação em Coaching podem promover a divisão entre profissionais medianos, ou seja, medíocres, de profissionais focados e que entregam resultados baseados em um pensamento de real empenho e dedicação aos valores pessoais e também aos valores da empresa.

 

 

Compartilhar:

Leia também

Assine a nossa newsletter