Dia do circo – diga não aos espetáculos com animais

É preciso reforçar a importância de proibirem animais nos espetáculos

Postado dia 25/03/2016 às 11:25 por Lisandro Frederico

leoanimais

Foto: Reprodução/Internet

este domingo, dia 27 de Março, é comemorado o dia mundial do circo, um espetáculo de fantasia que até hoje faz os olhos de muitas crianças e adultos brilharem. O Cirque du Soleil é sem dúvida a melhor referência do segmento, o grupo que já esteve no brasil e fez diversos espetáculos com lotação máxima. Os visitantes sempre saíram impressionados com o que viram. O mais positivo é que a companhia tem um ponto ainda mais importante: Nenhum animal é utilizado em suas apresentações o que, infelizmente, é incomum neste mercado da arte.

Foto: Reprodução/Internet – Cirque du Soleil não utiliza animais em seus grandes espetáculos

Centenas de países em todo o mundo já criaram leis para impedir o uso de animais em espetáculos circenses, mas o Brasil infelizmente não faz parte dessa lista. Aqui apenas onze estados sancionaram leis para proibir o abuso com animais, entre eles Alagoas, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, Espírito Santo, Minas Gerais e Goiás. Com esse cenário de proibição, ao invés de inovarem as atrações, como faz o Cirque du Solei, os circos decidiram migrar para outras regiões e continuar com a exploração dos animais nos estados onde é liberado.

Diversos grupos de defesa dos direitos dos animais pedem a ampliação da lei para todo território nacional, o que já se tornou um projeto de lei que tramita na câmara há muitos anos. A iniciativa de proibir os animais é embasada nos comprovados episódios de maus
tratos a que os animais são submetidos. Muitas vezes são retirados do seu habitat natural para sofrerem em adestramentos para os espetáculos. São tigres com dentes cerrados, elefantes repreendidos com choques elétricos, macacos submetidos à fome para respeitarem os comandos de adestradores. Como se não bastasse, os animais quando velhos são abandonados e quando tem sorte são resgatados por santuários, mas jamais podem ser reintegrados em sua vida natural.

O projeto de lei para proibição do uso de animais em circos de todo território nacional já está pronto para ser discutido no plenário da câmara dos deputados, no entanto, espera pelo interesse de Eduardo Cunha, presidente da câmara, para incluí-lo na pauta de votação.

Deputado Federal Ricardo Izar coordena a frente parlamentar em defesa dos animais e apoia a proibição de animais em circos.O projeto de lei recebe o apoio do Deputado Federal Ricardo Izar, um parlamentar conhecido por direcionar políticas públicas em defesa dos animais. Em entrevista a Revista Digital Sociedade Pública, Izar reiterou ser absolutamente contra a utilização de animais em circos e ainda descreveu como algumas companhias circenses adestram os animais. “Os animais passam por diversificadas situações de maus tratos, isso inclui formas desumanas de treinamento, como uso de choques, chicotes e bastões pontiagudos” relata o deputado.

Izar também criticou o descarte dos animais e reforçou que existem alternativas para continuidade dos circos. “O que importa para eles (circos) é o descarte deste que lhe serviu uma vida inteira, sendo humilhado e explorado, já que o mesmo não possui mais utilidade alguma. É de suma importância que não tenhamos animais em circos. Podemos ter um belo espetáculo, mas sem animais” destaca.

O projeto ainda não tem previsão para ir a plenário, somente uma pressão sobre Eduardo Cunha poderia dar prioridade a este projeto, enquanto isso, espera-se que os demais deputados tenham consciência na hora de votar, saibam que esses animais são privados da liberdade, submetidos a maus tratos e destinados a uma vida do sofrimento, por puro entretenimento, algo que nenhuma companhia circense tem direito.

Para quem tem estômago forte e queira ver vídeos que mostram o treinamento de animais em circo, recomendo acessar https://www.youtube.com/watch?v=SaZ_BnoUOdk e tirar suas próprias conclusões.

Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Lisandro Frederico

É formado em Marketing, é atual vereador da cidade de Suzano e atualmente preside o Projeto Adote Suzano, ONG que atua na proteção dos animais

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter