Crônicas do gelo e das ovelhas roxas

O despertar de consciência humana em busca da real liberdade

Postado dia 16/06/2016 às 08:00 por Joyce Silva

gelo

Foto: Reprodução/Internet

Ela sabia que aquilo estava errado. Mas, enquanto caminhava pelos lugares escuros de sua mente, não conseguia achar a solução. Tudo o que tocava, o que ouvia e o que sentia vinham envoltos em um pano de superficialidade que a assustava. Mais que raso, o sentimento era de frio. Como se o gelo de suas relações não pudesse ser suplantado. O calor dos abraços, dos beijos. Da bondade. Nada disso a atingia. E ela sentia falta.

Sentia falta. E encontrava um tanto de conforto, de acalento, quando estava entre iguais. Mulheres, homens, crianças. Todos atingidos pelo véu do tanto faz. Pessoas que haviam escolhido não ir a fundo em nada, não fazer escolhas, apenas seguir os ensinamentos, as experiências e as vontades alheias. Que se contentavam em seguir a maioria, em ser apenas mais um em meio à multidão.

Multidão esta que bradava palavras de ordem. Ordens estabelecidas pelos de maior vontade, que a tudo manipulavam de suas posições de privilegiadas, detentores de informação que buscavam ansiosos. Mas que não usavam para o bem. Não. Usavam para captar mais seguidores. Que se uniam em prol do mal comum: ser melhor que alguém, pelo menos na superficialidade, onde tinham construído seu reino.

Mas a menina sabia. Que além de errado, aquilo a diminuía. Ela era mais. Queria pensar por conta própria. Respirar com os próprios pulmões, falar com a própria boca. Amar de verdade, sentir de verdade. Não ser uma ovelha no rebanho, fosse ele de lã roxa ou amarela. E ela gritou.

E, quando gritou, sentiu o gelo fino começar a quebrar. Um calor subiu por suas pernas, tomou sua garganta. Sua alma se aqueceu. E ela pensou, pela primeira vez. Não dependeu de Senhores pra isso. E nem se tornou uma Senhora.

Não mais guardou pra si seus pensamentos. Não mais pertenceu à multidão. E saiu. A oferecer calor. Não para aquecer. Mas para ensinar a sair do gelo.

Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Joyce Silva

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter