Conhecendo um pouco sobre Didática!

Comênio escreveu uma obra importantíssima e marcante para a história da Didática: a “Didática Magna”, que possuía um caráter revolucionário e pautava-se por ideais ético-religiosos

Postado dia 16/05/2016 às 07:30 por Professor Carreiro

didática

Foto: Reprodução/Internet

Como surgiu a Didática?

O significado de Didática como teoria do ensino ganhou força a partir do século XVII, com a obra Didática Magna, do pastor protestante João Amós Comênio (1592-1670), publicada pela primeira vez em fins de 1657. A obra de Comênio fundamenta-se na formulação de um método de ensino, universal ou geral, cuja aplicação garanta a aprendizagem visada.

As primeiras ideias a respeito da Didática surgiram em países da Europa Central. Dois nomes se destacam como os mais importantes educadores dessa época: Ratíquio e Comênio.

Segundo Comênio, o método de ensino deve seguir alguns passos importantes:

  • Ensinar tudo o que se deve saber;
  • Mostrar a aplicação prática de tudo o que é ensinado;
  • Explicar de maneira direta e clara;
  • Ensinar a verdadeira natureza das coisas, partindo de suas causas;
  • Explicar primeiro os princípios gerais;
  • Ensinar as coisas em seu devido tempo;
  • Persistir em um assunto até sua perfeita compreensão;
  • Dar a devida importância às diferenças que existem entre as coisas.

Comênio escreveu uma obra importantíssima e marcante para a história da Didática: a “Didática Magna”, que possuía um caráter revolucionário e pautava-se por ideais ético-religiosos.

Neste documento, foi desenvolvido um método único para ensinar tudo a todos. Comênio preocupava-se especialmente com o ato de ler e de escrever, começando pela língua materna, em uma época em que predominava o latim. Esse ensino deveria ser destinado a todos, sem a intervenção da Igreja Católica que, a esta altura, já tinha instalado seu projeto educacional para a educação de jovens e adultos, por intermédio da Companhia de Jesus, com a obra Ratio atque Institutioni Studiorum (Método Pedagógico dos Jesuítas).

Embora as propostas  de didáticas (piagetianas, rogeriana ou ainda da didática baseada no enfoque sistêmico  da instrução), se diferenciem no que se refere aos temas que enfatizam, em todas a Didática é concebida como uma tecnologia, pois trata da aplicação de conceitos e princípios de outras áreas do conhecimento ao processo de ensino. Como tecnologia, a Didática consolida seu caráter prescritivo de um conjunto de regras, agora não mais apenas sobre como desenvolver um dado método de ensino, mas também sobre, por exemplo, planejar aulas e como avaliá-las, como o professor deve se relacionar com os alunos, como elaborar objetivos.

Indicação de leitura:

OLIVEIRA, Maria Rita Neto Sales. (Org.) Didática: ruptura, compromisso e pesquisa. 4. Ed. Campinas: Papirus, 2003.

PIMENTA, Selma Garrido. Didática e formação de professores: percursos e perspectiva no Brasil e em Portugal. 6. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Professor Carreiro

Minha vida sempre foi dedicada a Educação, Catanduvense de nascimento e Mogiano de coração. Sou Educador, Professor por amor a profissão, graduado em Pedagogia, Geografia, Estudos Sociais, Bacharel em Ciências Jurídicas. Mestre em Semiótica, Tecnologias de Informação e Educação. Sonho com Brasil Justo e perfeito, e trabalho para isso dia a dia.

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter