Como criar uma realidade melhor?

Quando você centra excessivamente nos problemas, nas dificuldades, fica obcecado com a aparência, fica obcecado em responder às pessoas, você mergulha na dor

Postado dia 10/02/2017 às 08:30 por Paulo Cassiano

realidade

Foto: Reprodução

Transcrição : Maria Cristina Rolim de Moura

 

Você só vai criar uma realidade melhor quando tiver uma intenção clara do que quer. Eu tenho: quero despertar a consciência da humanidade, em qualquer lugar do Brasil ou fora do Brasil. Olha o que aconteceu com a minha intenção. Eu alcancei a Alemanha! Cheguei na   Argentina, no Japão, em Cingapura, na Tailândia, nos Estados Unidos.

Por enquanto estou atingido os brasileiros (que moram nesses lugares), mas daqui a pouco os estrangeiros vão ser atingidos, porque algumas pessoas pedem para traduzir. Então o que eu quero dizer para vocês: a intenção clara faz as coisas acontecerem, o foco faz as coisas acontecerem.

Vou explicar, porque isso é neurociência.  Inclusive eu vou agradecer a uma neurocientista que está no nosso grupo, a Dra. Rosalina, do Rio de Janeiro, que está no nosso grupo de quântica. Ela pediu para entrar recentemente e é uma honra tê-lo conosco, no nosso grupo. Nós temos uma neurocientista hoje no nosso grupo! E talvez existam outros, mas que não querem se identificar.

A intenção clara do que você busca é que faz a diferença real na sua vida. É através dos cinco sentidos do observador que uma parte do cérebro, o neocortex analítico, determina a realidade. Então, em preocupar-se muito, você centra toda a tensão no corpo, no ambiente e no tempo. Você fica centrado no corpo, nas sensações do corpo, no ambiente e no tempo.

Basta ficarmos estressados que fixamos nossa atenção toda nesses três elementos: corpo, ambiente e tempo. Quando nos encontramos pressionados pelo sistema de emergência, por um problema, por um com estresse ou por medo, entramos numa roda de fuga. Acionamos a luta e fuga, e ativamos a adrenalina.

Aí, a tensão vai lá para cima, tal qual um animal ameaçado no meio selvagem, sua atenção se centra nos cuidados, ao teu corpo, na procura de saída do ambiente e, no cálculo do tempo necessário para você chegar num lugar seguro. Entra corpo, ambiente e tempo. Portanto, centra excessivamente!

Quando você centra excessivamente nos problemas, nas dificuldades, fica obcecado com a aparência, fica obcecado em responder às pessoas, fica obcecado em dar satisfação aos outros, fica obcecado pelas coisas, com muita ansiedade. Você mergulha na dor!

Pensa no pouco tempo que tem para fazer o que tem para fazer, e apresse-se para dar conta do recado. Isso não parece familiar? Alguém está passando por isso?  Com excessiva preocupação de sentimentos e emoções que sente no corpo? Preocupado com o ambiente, preocupado com o tempo? Isso é um padrão, porque é a mente analítica que faz isso.

 

Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Paulo Cassiano

Paulo Cassiano é Instrutor de Consciência, Consultor, Coach e terapeuta holístico especialista em ferramentas autoconhecimento

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter