Cobrando os prejuízos de Dilma

Como simples mortal, ela responderá na Justiça Comum pelos crimes praticados. Nessa esteira, será possível a qualquer brasileiro processar a ex-presidente

Postado dia 06/09/2016 às 10:23 por Vitor Pedroso

dilma

Foto: Reprodução/Internet

Salve;

Na esteira dos acontecimentos inerentes à saída da hipócrita ex-presidente, pululam manchetes para todos os gostos sobre o celeuma criado ardilosamente pelas maiores autoridades, tanto do Senado, como do Supremo Tribunal Federal, dois seres nocivos com alcunha de calheiros e sua majestade lewandowski. Mesmo os mais doutos da cadeira jurídica encontram dificuldades para arrazoar seu entendimento sobre a questão, assim, de supetão.

Acariciando minha coragem, venho a este palco tecer humildemente minha visão, tentando demonstrar à Nação seu direito caso resolva reaver, ao menos, uma nesga dos direitos surrupiados pela matilha petista que veio se apossar do Poder.

É certo que até mesmo a prova do exame da OAB de 2009 já havia previsto a impossibilidade em bipartir a especificação clara do artigo 52 da CF, onde o Leitor já está saturado em saber que ocorreu grave manobra para salvar dilma…

Não da possibilidade em trabalhar em órgão público para seu sustento, mas, em galgar cargo público mineiro para se afastar da espada da Justiça Paranaense, ou, em derradeira hipótese, anular o processo que lhe cassou o mandato.

Preliminarmente, comento a atitude prematura do movimento MBL, que protocola pedido de impeachment contra sua majestade lewandowski, excluindo mister calheiros e seu vice contaminado. Quem vai apreciar o pedido contra sua majestade é o comparsa calheiros – logo, não passa.

Considerando via jurídica sob aspecto técnico, aconselhar-se-ia entrar com impedimento contra os três mosqueteiros do lado obscuro. A medida delegaria suspeição ao Presidente do Senado e seu vice petista, um tal leviana, ops, viana.

Dentre os tremendos tropeços das táticas petistas, consta um bem interessante, que foi levar a Nação ao extremo do escárnio para suportar um longo processo de julgamento por crime de responsabilidade. A renúncia teria sido melhor para a Nação e os obscuros.

Bem, empós esse breve relato inicia parte contundente da matéria.

É preciso informar o contribuinte comum sobre seus direitos diante do quadro que se estabeleceu. Pelo entendimento do artigo 186 do Código Civil Brasileiro, somado aos ditames do artigo 927 do Código de Processo Civil vigente (dentre outros), aquele que causar dano a outrem é obrigado a repará-lo.

Ocorre que a política que acaba de ser condenada por crime de responsabilidade suportará irrevogavelmente os efeitos da decisão após o trânsito em julgado da sentença prolatada pelo Senado. Esse fato fará emergir ao Contribuinte lesado o direito a ser ressarcido da lambança criminosa com o dinheiro da Nação. Como dilma perde o foro privilegiado retornando a condição de ‘simples mortal’, responderá na Justiça Comum pelos crimes praticados e por eventuais indenizações.

Nessa esteira, será possível a qualquer brasileiro processar a cidadã comum dilma vana rousseff, pedindo ressarcimento de danos materiais e morais. Tal medida poderá ser intentada pelo Juizado Especial Cível da jurisdição do autor. Sendo o valor inferior a 20 salários mínimos, o interessado poderá agir diretamente (sem intermediação de advogado) e a citação se dará pelos Correios, qual seja, bem veloz.

Chego a rir, quando imagino ao menos 1% da população raivosa que foi as ruas do Brasil inúmeras vezes, processando a ex-presidenta. Duvido que os brasileiros de bem não simpatizam com a ideia!

Nesse país ninguém pode evitar ser processado. Daí, dilma teria que se defender – simultaneamente – em todas as jurisdições do país! Isso mesmo, do Arroio ao Chuí estaria sendo chamada para pagar os prejuízos que dolosamente causou aos brasileiros.

Não é uma ideia legal? Já pensou como ficarão os ‘obscuros’ que estão a frente da Nação se uma onda de processos encarniçados forem disparados sobre ela? Imagine uma corrente com 3.650 processos divididos em 26 Estados. São 10 processos todos os dias para ela comparecer em 26 locais diferentes.

Ah, ainda tem chance de ser inserida no pedido a característica de verba alimentar com prioridade, já que a guerrilheira resolveu doar nosso estoque regulador de feijão para aquela ilhazinha perto das Américas e ainda pagou o frete. Você que está lendo vem pagando o dobro do preço do feijão por conta disso.

A matilha que está saindo do poder estará gozando de grande conforto utilizando o patrimônio roubado de nossas crianças.

Uma onda de processos dessa natureza trará arrepios aos que detém o poder nas mãos, porque estarão sujeitos a perder tudo que possuem, eis que impossível se defender da fúria da Nação.

Termino essa exposição convidando a uma reflexão:

– Você aí do outro lado dos satélites não ficou com vontade em reaver ao menos um pedacinho do prejuízo/agrura que veio suportar? Já pensou em ter a oportunidade de olhar nos olhos da ex-presidenta e sentir o cheiro do suor de pavor?

Saudações Libertárias.

PS – Fico imaginando na cara do lula e cia. lendo essa matéria … brasileiro é mesmo muito criativo!

Nota editorial: o autor opta por escrever em letras minúsculas nome de pessoas, partidos ou instituições como forma de protesto.

Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Vitor Pedroso

Seguindo ordem de acontecimentos : surfista, atleta de voleibol, agropecuarista, empresário surfwear, caminhoneiro, advogado e espiritualista

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter