Cervejas para o inverno

Neste frio, conheça deliciosas opções para tornar esta estação mais agradável e sofisticada

Postado dia 24/06/2016 às 07:30 por Gustavo Iglesias

Foto: Reprodução/Internet

Foto: Reprodução/Internet

Estamos passando por um período de frio como há muito tempo não se via, e olha que oficialmente o inverno está apenas começando. Essa mudança na temperatura faz com que alteremos também nossos hábitos, desde as roupas escolhidas para o dia-a-dia até os hábitos de consumo.

Uma das primeiras coisas que nos vem à cabeça é abrir um bom vinho tinto para ajudar a aquecer as noites frias e acompanhar comidas deliciosas. Bom, na minha cabeça é claro que o vinho está presente. Mas, em primeiríssimo lugar, penso em deliciosas cervejas encorpadas e alcoólicas que funcionam no mínimo tão bem quanto um vinho, em boa parte das vezes melhor ainda!

Duvida? Então prove alguma das cervejas abaixo juntamente com as sugestões de harmonização e espante o frio em grande estilo.

OBS – A seleção de cervejas sugeridas foi feita levando em consideração seu custo benefício e a facilidade em encontrar tanto online quanto em empórios especializados e supermercados.

IMPERIAL STOUT

SONY DSC

Foto: Cerveja Imperial Stout

Cervejas complexas com aromas e sabores equilibrados entre o dulçor do malte puxando para caramelo toffee, amargor de lupulos e notas intensas de frutas negras como ameixa e passas, por vezes também com notas de cacau e chocolate. Podendo chegar a potentes 12% de álcool (às vezes até mais!), este estilo da escola inglesa é o acompanhamento perfeito para doces e sobremesas em geral. Experimente com appfelstrudel, brownie, creme brulee, chocolates em todas suas versões… Enfim, qualquer que seja o seu doce preferido, esta será sua melhor amiga em noites frias. Quero ver conseguir combinar um vinho tinto com um fondoue de chocolate, mas pegue um bom exemplar desta cerveja e com certeza seu inverno será inesquecível!

Alguns rótulos recomendados: Brooklyn Black Chocolate Stout (Estados Unidos), Fullers Imperial Stout (Inglaterra), Bierland Russian Imperial Stout (Brasil) , Schornstein Imperial Stout (Brasil).

TRIPPEL

2

 

A escola belga é reconhecida por produzir cervejas alcoólicas com perfil aromático bem abrangente e grande complexidade no paladar. Além disso, a culinária belga incorporou as cervejas não apenas em suas harmonizações mas especialmente utilizando as mesmas nos preparos de seus pratos. O estilo Tripel tem graduação alcoólica compreendida entre 7,1 a 10,1% e, apesar da percepção alcoólica ser bastante presente, ela passa longe de ser agressiva ao paladar. Aromas e sabores condimentados, herbáceos e cítricos dominam os exemplares fieis ao estilo, que combinarão perfeitamente com preparos que tenham essas mesmas características, desde frutos do mar em preparos mais oleosos, passando por risotos e massas, aves de caça, vitela e preparos como cassoulet. Experimente adicionar a própria cerveja para a produção de molhos encorpados e você será recompensado.

Alguns rótulos recomendados: La Trappe Tripel (Bélgica), Tripel Karmeliet (Bélgica), Wäls Tripel (Brasil).

DOPPELBOCK

doppel

Cerveja da escola alemã bastante maltada, com aromas e sabores levemente tostados com notas de caramelo bem presentes em segundo plano. Seu teor alcoólico varia entre 6,6 a 7,9% e é uma excelente opção para acompanhar queijos como ementhal, brie e camembert – este último ficará especialmente bom se levemente derretido e coberto com mel silvestre ou compotas adocicadas. Ossobuco e carnes com molhos encorpados também serão excelentes companhias para almoços longos e descompromissados, brunchs e finais de tarde.

Alguns rótulos recomendados – Paulaner Salvator (Alemanha), Tupiniquim Thor (Brasil), Bambergerator Doppelbock (Brasil).

BARLEY WINE

barley

De origem inglesa, esta cerveja robusta com teor alcoólico alcançando até 15% tem uma alta sensação de aquecimento – por vezes lembrando os vinhos de Jerez moderadamente doces, com aroma e sabor de malte bem presentes e baixa carbonatação. São cervejas complexas e elegantes, feitas pera pequenos goles de apreciação duradoura. Apesar de serem excelentes sozinhas em momentos de reflexão e longas conversas, também acompanham muito bem comidas fortes e robustas. Foie gras, pato confit e carnes de caça são bem vindos, mas nada se compara à companhia de queijos fortes, pungentes e maturados. Quanto mais melhor!

Alguns rótulos recomendados – J.W. Lees Vintage Harvest Ale (Inglaterra) , Dieu du Ciel Solstice D´Hiver (Canadá), Invicta Triple Trouble (Brasil).

Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Gustavo Iglesias

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter