Cerveja como você nunca viu

Que tal aproveitar a chegada do calor para conhecer novos estilos da bebida, com maior amplitude de aromas e sabores?

Postado dia 27/10/2016 às 10:14 por Gustavo Iglesias

cerveja

Foto: Reprodução

Com a chegada do verão e desse calorão que tomou conta de praticamente todo país, não tem como não pensar numa cerva bem gelada e refrescante para dar uma aliviada, certo?  Que tal aproveitar esta estação para sair um pouco do trivial, das tradicionais e massivas american lagers e experimentar novos estilos com maior amplitude de aromas e sabores?

Abaixo segue uma listagem com descrição de estilos para você identificar os que melhor se encaixam no seu perfil e dicas de rótulos que são bem fáceis de achar. Como não poderia deixar de ser, também seguem sugestões de acompanhamentos perfeitos para harmonizar com as cervejas escolhidas.

Pilsen: Muitos chamam erroneamente as american lager (skol, bud´s e afins) de Pilsen, inclusive com algumas marcas colocando indiscriminadamente “tipo pilsen” no rótulo, mas que sequer lembram as originais. Existem dois tipos de Pilsen: a Bohemian Pilsner, que é originária da cidade de Plzen (na República Tcheca) e deu nome ao estilo, e a German Style Pils, a versão de origem alemã.

São cervejas douradas brilhantes com amargor moderado, aroma e sabores balanceados entre lúpulos nobres com toques florais e maltes com leve dulçor, trazendo notas de fermentação de pão. São cervejas leves perfeitas para acompanhar churrasco, petiscos tradicionais de boteco, como bolinho de arroz e de bacalhau e todas aquelas deliciosas friturinhas de praia.

  • Bohemian: Pilsner Urquell, Budweiser Budvar (nada a ver com a bud americana);
  • German: Augustiner Pils, Brooklin Lager, Eisenbahn Pilsen, Invicta Hellbeirão, Madalena Pilsen

pilsner

 

Heffeweizen (Weiss): Famosas cervejas de origem alemã, normalmente feitas com ao menos 50% de trigo em combinação com o restante de cevada. É um estilo que o consumidor brasileiro já está mais familiarizado. Cor amarelo palha e quase sempre apresentando turbidez, tem espuma alta e cremosa e corpo igualmente sedoso, aromas e sabores advindo da fermentação, com destaque para banana e cravo bem presentes.

Experimente acompanhar saladas, preparos com peixes e frutos do mar, culinária alemã e pratos mais leves de thai e indiana.

  • Erdinger, Paulaner, Weihenstephan, Scheneider Weisse Tap 7, Burgman Midnight Riders, Eisenbahn Weizenbier.

pailaner

Witbier – Também produzidas com utilização de trigo, este estilo de cerveja originário da Bélgica se caracteriza pela adição de sementes de coentro e cascas de laranja curaçao durante a produção. Suas notas cítricas e herbáceas, aliadas a uma leve acidez ao final, tornam essa cerveja uma excelente opção para acompanhar preparos de peixe e frutos do mar com base cítrica. Ficam ótimas com alimentos salgados como queijos, embutidos e omeletes. Mas a melhor pedida é combinar com culinária japonesa: não tem cerveja melhor para acompanhar a delicadeza de sushis e sashimis.

  • Hoegaarden, Vedett Extra White, Damm Estrella Inedit, Way Beer Witbier, Amazon Beer Taperebá.

witbier

Session IPA – Resumidamente, o termo “session beer” foi criado na Inglaterra e denomina cervejas de baixo teor alcoolico (max 5%), com lúpulo e malte bem equilibrados, feitas para que os trabalhadores pudessem beber em grandes quantidades no intervalo (sessions) das jornadas de trabalho sem se embebedarem muito. As Session IPA´s seguem a tradição de baixo teor alcoolico, porém trazendo as características de aroma e sabor das IPA´s americanas, sendo bem cítricas e resinosas, só que com amargor mais moderado.

Seu amargor auxilia a cortar a gordura e limpar o palato. Portanto recomendo essa cerveja para acompanhar burgers, churrasco e comidas de boteco em geral.

  • Dádiva Venice Beach, Mikeller Session IPA, Tupiniquim Session IPA, Blondine Horny Pig, Wall Session Citra.

dadiva

Ordinary Bitter e Special Bitter – Os estilos ingleses se destacam por seu equilíbrio e não é diferente com estes escolhidos, com lúpulos herbáceos e terrosos combinados com notas levemente adocicadas de toffee e casca de pão. Variam em graduação alcoolica e intensidade de amargor, embora bem sutis. Experimente com o tradicional fish n´chips, frango assado ou filés na chapa, deixando aquela casquinha meio torrada característica, mas sem utilizar molhos intensos.

  • Fullers London Pride, Young´s Bitter, Baden Baden Bitter Ale, Baldhead English Bitter Pale Ale, Spitifire Kentish Ale.

special

#:
Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Gustavo Iglesias

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter