Colunistas

avatar

Ivan Santos

Profissão: Analista de sistemas

Cidade: Mogi das Cruzes

Especialista em hardware e redes, atuante na informatica desde 2001. Atualmente trabalha em uma empresa multinacional chamada CGI Group

  • Qual foi seu primeiro site de buscas?

    Postado dia 23 de março de 2017 às 09h em Tecnologia e Informática

    busca

    Foto: Reprodução

    Qual foi seu primeiro site de buscas?

    Olá pessoal, depois de um certo tempo estamos de volta.
    Quando você precisa pesquisar sobre algo ou alguém, a quem você recorre?

    Com toda certeza você acessa a internet, sendo assim é necessário um site de buscas.
    Pois bem, será que só existe o “Google”?

    Engana-se quem acha que sempre foi o Google, existiram muitos outros e detalhe, ainda existem outros ativos na concorrência.

    O Altavista era considerado o melhor site de buscas no final dos anos 90

    O Altavista era considerado o melhor site de buscas no final dos anos 90

    Há 16 anos atrás quando eu era apenas um adolescente, eu usava o ALTAVISTA.COM.

    Baseado em algumas referências da internet descobri que o site surgiu 15 de dezembro de 1995 e pertencia à uma empresa chamada Digital Equipment Corporation.

    cadePorém em meados de 2004 o site de busca foi comprado pela empresa Yahoo.

    De lá para cá muitos outros sites de buscas entraram em cena e fizeram sucesso, como CADE, YAHOO, LYCOS, ASK, BING e muitos outros até chegarmos ao famoso GOOGLE

    E você? Qual foi seu primeiro site de buscas?
    Faça seus comentários e até a próxima

    #:
    Compartilhar:

  • Parece piada, mas você sabe o que é um disquete?

    Um artigo de um passado recente que era tão importante como um pen drive, mas que não comportava nem uma MP3

    Postado dia 12 de janeiro de 2017 às 09h em Tecnologia e Informática

     

    disquete

    Foto: Reprodução

    Olá pessoal, estou há muito tempo sem escrever para vocês, então antes de tudo um ótimo ano de 2017 para todos, muita paz saúde e sabedoria, o resto corremos atrás.

    Vou começar fazendo uma pergunta a vocês: já usaram ou sabem o que é um disquete? A nova geração de usuário de PC sabe apenas de nome e nunca sequer tocaram em um disquete, pois se tornou uma tecnologia de armazenamento obsoleta nos dias atuais.

    Porém, vale a pena ressaltar que, na década de 90, sistemas operacionais e muitos softwares eram instalados e usados através do disquete,que por sinal era muito demorado em algumas circunstâncias.

    disquete'Hoje dificilmente vemos o floppy disk, que é o periférico utilizado para inserir e usar o disquete.

    Pois bem, se falarmos de pen drives, CD, Bluetooth, WIFI e etc… Certamente você se sentirá familiarizado, afinal, para que disquete? Usar onde? Quem usa?

    Entendemos que não tem comparação o poder de armazenamento de um disquete para um pen drive, Mas, ainda tem pessoas que usam… isso mesmo que você leu!

    Um relatório divulgado pela Associated Press mostra que o governo americano gasta três quartos do seu orçamento em tecnologia para manter computadores obsoletos,

    incluindo plataformas com mais de 50 anos em áreas vitais, como a Seguridade Social.

    disquete2

    Os disquetes também evoluíram, e quanto maiores, menos capacidade de armazenamento eles tinham

    Mas o que chama atenção é o Sistema Estratégico Automatizado de Comando e Controle, usado para coordenar as operações das forças nucleares do país,

    rodar em computadores IBM da década de 1970 que ainda usam disquetes de 8 polegadas, anteriores aos de 5¼.

    Apesar de a Casa Branca ter incentivado a substituição de sistemas, o orçamento para modernização vem recuando, e terá US$ 7 bilhões a menos em 2017 que em 2010.

    O GAO, Escritório de Contabilidade dos Estados Unidos, estima que o governo gastou ao menos US$ 80 bilhões em tecnologia da informação no ano passado, sendo que o total deve ser significativamente maior, já que parte dos sistemas do Pentágono e outros mantidos por agências independentes, como a CIA, não constam no relatório.

    disquete4

    Ainda em 2017, disquetes são usados para armazenamento de relatórios. Isso me faz pensar naquele ditado: panela velha é que faz comida boa.

    Só para finalizar: computadores de 10 anos atrás duravam mais que os de hoje.

    Por hoje é só, espero que tenham gostado e se quiserem saber de algo do interesse de vocês, mandem um e-mail ou deixem um comentário.

    Forte abraço e até a próxima!

    Compartilhar:

  • Dependência virtual

    Já temos pessoas se tratando por serem consideras viciadas em internet

    Postado dia 26 de outubro de 2016 às 09h em Tecnologia e Informática

    digital

    Foto: Reprodução/Internet

    Hoje passamos por varias adaptações no nosso dia a dia, no entanto existe um vício mais que comum. Sim, você leu certo, um vício… O que hoje você faz sem internet?

    Temos internet em tudo: celulares, tablets, computadores e até na TV. Baseado no que tenho vivenciado em questão familiar e de amigos, posso dizer claramente que é mais fácil deixar uma criança com um dispositivo com internet na mão do que ter uma conversa séria ou até mesmo brincar com ela.

    Anos atrás, não muito distantes dos dias atuais, existiam brincadeiras, conversas sérias Hoje a internet em dispositivos móveis serve como um cala boca. É nítido ver que estamos passando por um clima de virtualização dentro de nossas casas, na nossa família e entre nosso convívio pessoal e profissional.

    Eu particularmente passo o dia teclando, digitando. Porém esses dias foi necessário eu preencher uma ficha a mão e, para a minha surpresa, minha caligrafia estava totalmente diferente, parecia um garrancho. Além disso, senti dificuldades ao manusear a caneta.

    Espero que eu esteja conseguindo passar para você, meu caro amigo leitor, que vai chegar um dia que não vai existir a caneta, pois já temos uma certificação digital e biométrica.

    Será que nossos filhos e netos saberão brincar de esconde esconde, pega pega, banco imobiliário ? Ou serão apenas experts em jogos 3D com realidade virtual, conhecendo pessoas e o mundo sem sair de um quarto?

    Já temos pessoas se tratando por serem consideradas viciadas em internet. Poderia citar vários sintomas para ajudar a você saber se  é viciado em internet ou não. Se você usa como artifício para negligenciar suas responsabilidades ou não. Mas o que você é, ou deixa de ser, apenas cabe a você reconhecer.

    Este artigo não tem a intenção de apontar o dedo para ninguém, apenas iniciar uma reflexão. Pegue um papel, escreva algo a mão e deixe um recado para uma pessoa que admire ou goste ao invés de mandar um “ zap“. Gosta de mandar e-mail ? Ligue e ouça a voz da pessoa. Quer jogar online? Chame a pessoa para dar uma volta.

    Por mais incrível que pareça, ainda existem praças com lindas árvores com um belo sol no céu.

    Existe vida além daquela digital…

    Compartilhar:

  • Trabalha com computadores? Cuidado com os olhos!

    Ao ficarmos na frente do monitor, piscamos até cinco vezes menos. Resultado: os olhos ficam mais secos. Mas existem maneiras de prevenir o problema

    Postado dia 2 de setembro de 2016 às 10h em Tecnologia e Informática

     

     

    olhos

    Foto: Reprodução/Internet

    Que eu trabalho com computadores desde cedo, muitas pessoas já sabem.
    Porém o fato de eu usar óculos não tem nada a ver com meu problema ocular. Na maioria das vezes que alguém comenta sobre meu uso de óculos, logo já vem à culpa no computador.

    Uso óculos desde os quatro anos de idade e comecei a trabalhar com TI aos meus 13 anos. Na época, a conexão para internet era discada.

    Mas vamos tentar aqui tirar algumas dúvidas, pois a tela do computador não é muita amiga de nossos olhos não.

    Um estudo liderado por Yuichi Uchino, oftalmologista da Universidade Keio, do Japão, afirma que passar mais do que sete horas diárias encarando uma tela causa danos ao “filme lacrimal” e diminui a produção de lágrimas, essenciais para manter essa parte do corpo lubrificada e limpa. “Filme lacrimal” é o nome dado informalmente a um conjunto de três camadas mucosas na superfície dos olhos que são necessárias para sua proteção.

    De acordo com o estudo, passar muitas horas por dia na frente de um monitor faz com que os níveis da proteína MUC5AC presente nessa região dos globos oculares fiquem similares ao de pessoas com a chamada Síndrome do Olho Seco (SOS).

    Você certamente já passou horas e horas no computador, e a sensação é de incômodo nos seus olhos. Isso acontece porque o globo fica todo ressecado e a vista começa a embaçar. Este ressecamento talvez seja o único e pior mal que o computador nos causa. Acontece que, ao ficarmos na frente do monitor, piscamos até cinco vezes menos! Este ressecamento pode sim causar males à córnea.

    No entanto, quem trabalha o dia inteiro na frente de um computador e não tem como diminuir a quantidade de horas também não precisa se desesperar por não manter seus olhos adequadamente lubrificados.

    Médicos recomendam que pessoas nessas condições mantenham um umidificador em funcionamento constante no seu escritório e evitem contato direto com as rajadas do ar condicionado.

    Nos meu ambiente de trabalho eu não uso umidificador, mas sempre que possível lavo o roto apenas com água.
    Espero ter ajudado de alguma forma. Vejo vocês no próximo artigo. Até lá!

     

    Compartilhar:

  • Cuidado com as compras online

    Comprar online é prático e seguro, mas devemos seguir algumas dicas importantes para garantir a satisfação

    Postado dia 20 de julho de 2016 às 08h em Tecnologia e Informática

    online

    Foto: Reprodução/Internet

    Compare os preços antes de comprar. Monitore a concorrência virtual. É fato que o produto vendido online é mais barato que em loja fisica. Mas é importante verificar se a loja informa CNPJ, telefone e endereço no site. É importante ligar e tirar dúvidas.

    Desconfie de preços muito abaixo da média: o ponto alvo dessas pessoas que dão golpes são artigos de telefonia e informática.

    Para prazo de entrega do produto muito longo ou não informado, existem pessoas que trabalham com o seu dinheiro, compram fora do país, para somente então enviar para você – se é que vão enviar.

    Pesquise sobre o site e a loja, não saia por aí clicando em “comprar”. Pesquise sem pressa.

    Observe se a loja online oferece ambiente seguro: procure no site da empresa por selos como “Internet Segura” e “Site Seguro”.

    Na hora de fechar uma compra, você deve observar se o navegador de internet exibe o ícone de um cadeado na parte inferior ou na barra de endereços. O símbolo indica o uso de um certificado digital SSL (Secure Socket Layer), importante recurso de segurança. Você que acessa algum banco, por exemplo, logo vai identificar esse símbolo.

    Jamais salve os dados do seu cartão de crédito para compras futuras. Entenda que, se alguém invadir o sistema do site, terá seus dados e o número do seu cartão. Será fácil demais conseguir o código de segurança.

    Bom pessoal, espero ter ajudado.

    Um forte abraço e até a próxima.

     

    Compartilhar:

  • Windows: um software de 30 anos

    O tempo passa! O software mais usado no mundo inteiro já ultrapassou as três décadas

    Postado dia 27 de junho de 2016 às 07h em Tecnologia e Informática

    software

    Foto: Reprodução/Internet – Bill Gates, atual bilionário, criador do software Windows e da empresa Microsoft

    Estamos ficando velhos? Com toda certeza você já usou ou usa a plataforma Windows, que é o sistema operacional mais consumido no mundo.

    Porém, desde quando você usa? Já parou para pensar que todos os dias, seja em casa ou no trabalho, estamos ligados a ele? Então prepare-se!

    O sistema foi lançado em 1985 – é isso mesmo que você leu! O Windows já tem mais de 30 anos de vida.

    Vou colocar na sequência:

    • Windows 1
    • Windows 2
    • Windows 3
    • Windows 3.1
    • Windows 95
    • Windows 98
    • Windows ME
    • Windows XP
    • Windows Vista
    • Windows 7
    • Windows 8
    • Windows 8.1
    • Windows 10

    Eu iniciei com o Windows 3.1, ao meus 11 anos de idade. Confesso que, quando entrou o Windows 95 no mercado, foi uma inovação tremenda.

    Na época os computadores mais potentes tinham um HD de 4 gigas e 64 de memória e chegavam a custar mais de R$2.000,00.

    Você deve estar se perguntando: Mas Ivan, e o MSDOS? Não deixa de ser um sistema operacional e das antigas. No entanto, hoje estou me referindo apenas à interface gráfica.

    Tenho certeza que alguma versão do Windows marcou bons momentos de sua vida na informática.

    Comente abaixo e não perca nosso próximo artigo.

     

    Compartilhar:

  • Peguei um vírus! E agora?

    Os programas criados para danificar o computador são tão perigosos que nem mesmo quem mantém antivírus está totalmente protegido se não tomar alguns cuidados

    Postado dia 6 de junho de 2016 às 07h em Tecnologia e Informática

    virus

    Foto: Reprodução/Internet: Você pode ter um anti vírus pago ou gratuito

    Vamos tentar detalhar ao máximo o que é um vírus e o que ele pode causar em seu computador.

    Vírus são programas desenvolvidos por pessoas com o objetivo de causar danos de várias formas ao usuário.

    Muitas pessoas se perguntam por que os vírus existem, por que chegam com frequência aos computadores.

    Não existe uma explicação ao certo, porém entendo que começa a partir de uma mera brincadeira de pessoas que querem ver seus programas alterando o desempenho dos computadores e apagando arquivos.

    Existem diversos vírus por aí, uns infectam programas e arquivos e são normalmente ativados quando o usuário clica em algum link de internet ou programa executável (aqueles de terminação .exe).

    O cavalo de troia, também conhecido como trojan (trojan horse), aparentemente é um programa útil, um jogo, por exemplo, mas que na verdade é usado para roubar senhas.

    Outro tipo de vírus bastante conhecido é o “worm”, mais prejudicial que os outros vírus, pois consegue se multiplicar sozinho e ampliar a infecção para outros computadores via internet (rede, e-mail, pen drive).

    Você, caro leitor, tem no seu PC ou notebook, um antivírus e se pergunta: estou protegido? Minha resposta é: não! Você pode ter um antivírus pago ou gratuito, sua proteção será sempre de 50%. Pois nada vai impedir você de clicar em um link, abrir um site desconhecido, colocar um pen drive contaminado, etc.

    Minha recomendação é: esteja ciente onde você acessa ou abre em seu computador.

    Na duvida, não faça, não abra

    Conforme já postamos aqui, tenha sempre um backup de seus arquivos importante.
    Sempre troque suas senhas de e-mails, cuidado ao acessar sua conta no banco.
    Na internet , todo cuidado é pouco.

     

    Compartilhar:

  • Internet limitada, certo ou errado?

    Olá amigos, um pouco fora do comum, vou usar este artigo mais como um apelo

    Postado dia 20 de abril de 2016 às 07h em Tecnologia e Informática

    vídeos

    Foto: Reprodução/Internet

    Vamos falar sobre algo que essa semana só não fez mais impacto ao Brasil, porque estamos vivendo fatos graves na política: Internet limitada nas operadoras! O que significa isso? Cuidado, isso vai sobrar para seu bolso!

    Entenda de um jeito bem prático: você que usa ou já usou um plano pré-pago de celular sabe que quando acaba o limite de sua franquia, fica sem acessar a internet ou sua velocidade de navegação é reduzida restando um serviço sem utilidade. O cliente acaba tendo de colocar mais créditos.

    Assim também é com a internet banda larga que você usa em sua casa ou escritório. Ou seja, você assina 10 megas de internet e paga um valor X por mês, acessando sites, enviando e-mails, vendo filmes e outras coisas, não é difícil você ultrapassar esses 10 megas de internet.

    Você pode achar pouco, mas você não tem ideia de quantos megas um grupo de whatsapp gasta com conteúdo de fotos e vídeos por dia. Agora, imagina isso vezes 30 dias?

    As operadoras querem bloquear ao chegar no limite e te cobrar a mais por isso, e eu pergunto: é justo cobrar a mais? E se você pensa que nunca ultrapassa seu limite de assinatura, pense comigo caro amigo leitor: além da internet que assinamos, usamos o roteador para compartilhar.

    Outro exemplo: PC´s, notebooks, tabletes, celulares e tudo que baixe dados na sua internet, que você diz que usa pouco. Então, você infelizmente está errado! Todo mundo usa muita internet diariamente.

    Nosso pais está em crise e querem agora tirar a nossa internet. As operadoras alegam que nós brasileiros usamos pouco e dificilmente iremos atingir o limite da franquia.

    MENTIRA!

    Usamos muito e vamos usar cada dia mais! Trabalhamos com internet, adquirimos conhecimentos com internet, pessoas hoje trabalham dentro da internet… Porém, uma nota publicada no site do ministério da justiça afirma que nada poderá ser alterado sem uma notificação prévia.

    E o meu apelo é: Usem a internet pessoal, baixem vídeos, vejam séries, mostrem para essas operadoras que usamos sim a Internet de forma inteligente e sadia. Pagamos pelo o que usamos, porque usamos!!! Não queremos pagar duas vezes ou mais.

    Para pagar franquia de limite na banda larga, pelos meus filhos, pela minha família, pela minha cidade, pelos meus pais, eu voto NÃO!

     

    Compartilhar:

  • Seis por meia dúzia

    Ao invés de comprar outro computador, faça um Upgrade

    Postado dia 17 de março de 2016 às 00h em Tecnologia e Informática

    upgrade

    Foto: Divulgação/Internet

    Upgrade significa “atualização” ou “melhoria”, normalmente realizada para atualização de versão antiga para uma mais recente de um determinado produto. Os usuários recorrem a ele quando seu computador já não está muito bem, com travamentos, ou seja, com seu desempenho afetado.

    Você percebe que o PC do seu amigo abre os programas mais rápidos e com mais estabilidade. Qual é o primeiro pensamento que lhe vem na cabeça? Comprar outro? Inúmeras pessoas tem esse hábito de descartar o que tem, e acabam comprando a mesma coisa. É isso mesmo que você leu! Eu já vi pessoas próximas a mim com uma boa máquina, apta a receber um upgrade, e a encostarem em um canto e comprarem outra igual ou pior. Vou citar uma história real como exemplo:

    Uma amiga e cliente tinha um notebook marca X com processador Intel i3 com 2 GB de RAM, estava descontente com o desempenho e viu naquelas propagandas espetaculares um notebook marca Y com processador Celeron com 4 GB de RAM. Resultado, em menos de quatro meses ela estava com uma máquina pior e com mais lentidão.

    Porém, se ela fizesse um upgrade apenas aumentando de 2 GB de RAM para 4 ou 6 GB de RAM gastaria bem menos e sua máquina ficaria com uma performance bem melhor.

    Então  vamos colocar o upgrade em foco. Aproveitar o que temos de maneira inteligente fará com que nossos bolsos não sofram tanto. Se você tem técnico de confiança, consulte ele, caso não tenha, peças opiniões.

     

    #:
    Compartilhar:

Página 1 de 212