As pedras incansáveis

Diante da quarta visita dos Rolling Stones ao Brasil, relembre como foram as outras turnês que estiveram no país

Postado dia 17/11/2015 às 12:19 por Leonardo Carrasco

stones

Bem, aproveitando que os dinossauros do rock, The Rolling Stones, confirmaram mais uma turnê no Brasil – esta será a quarta passagem da banda pelo país – farei um breve relato das outras vindas desses ingleses por aqui.

A primeira aterrissagem deles foi em janeiro de 1995, para divulgar o disco lançado no ano anterior, Voodoo Lounge. Foram três apresentações no Estádio do Pacaembu e mais duas no Estádio do Maracanã, todas elas fazendo parte do saudoso festival Hollywood Rock. Uma informação interessante é que foram escalados para tocar nas mesmas datas que os Stones, o Barão Vermelho, a Rita Lee e o one-hit-wonder Spin Doctors. Porém, nossa querida Rita Lee chamou tanto a atenção de Mick Jagger nos shows em São Paulo, que ele solicitou que ela trocasse de lugar na programação com o Spin Doctors e tocasse antes dos Stones entrarem em cena no Rio de Janeiro.

Nem precisa dizer a ansiedade que os fãs brasileiros tinham, já que muitos aguardaram cerca de 30 anos pra eles virem ao Brasil tocar. Lembrando que Jagger já esteve no país a passeio em 1968, com sua namorada da época, Marianne Faithfull, além de outras visitas até que, de fato, viabilizasse uma turnê brasileira. Nos shows do Maracanã, eles tiveram um público de 90 mil pessoas que ficaram alucinadas com a avalanche de sucessos. Com certeza as mais marcantes foram Gimme Shelter, Start Me Up, Brown Sugar e Satisfaction. Esta última, segundo presentes, fez o Maracanã tremer mais que num Fla-Flu!

A segunda passagem aconteceu em abril de 1998, ocasião na qual a banda divulgava o álbum Bridges To Babylon, lançado em 1997. Desta vez foram apenas duas apresentações, uma no Sambódromo do Rio de Janeiro e outra na pista de atletismo do Parque Ibirapuera, em São Paulo. Quem foi convocado para abrir os shows dos Stones foi outra lenda do rock: Bob Dylan. Claro que este subiu aos palcos durante a performance da banda para cantar Like A Rolling Stone e era um dos ápices das noites.

Esta turnê foi tão marcante pra banda – 108 shows ao redor do mundo – que posteriormente foi lançado o disco No Security, um excelente registro dos caras. Também fomos agraciados com um monte de hits, mas o que mais chamava a atenção nestes concertos era quando eles iam para um palco menor – havia uma ponte que o ligava ao palco maior – e nele a banda voltava as raízes e tocavam músicas sem o acompanhamento de metais e backing vocals, aí o destaque ficava com os clássicos Honky Tonk Women, Sympathy For The Devil e Jumpin’ Jack Flash.

A última turnê dos rapazes foi em fevereiro de 2006. Só uma data, porém foi um show histórico que reuniu mais de um milhão e meio de pessoas na Praia de Copacabana, tornando-se o maior concerto já realizado pelos Rolling Stones. É mole? Na época, o quarteto divulgava o disco A Bigger Bang, lançado em 2005 e que tinha uma sonoridade mais crua e calcada no rock´n´roll e no R&B.

Apesar dos pontos negativos, normais pra um evento de tamanha grandeza, como alguns roubos, o show teve um clima de paz e foi um sucesso absurdo. A apresentação contou com 20 músicas e gostaria de destacar as faixas Miss You, Happy (cantada por Keith Richards) e You Can’t Always Get What You Want, balada que emocionou a todos, mesmo aos que acompanhavam pela televisão, meu caso.

Agora em 2016, a banda tocará no Maracanã, dia 20 de fevereiro; no Estádio do Morumbi, dias 24 e 27; e no estádio Beira-Rio, dia 2 de março. Dizer que serão apresentações magistrais é chover no molhado, mas eu espero poder vê-los ao vivo, pois esta pode ser a última oportunidade em solos brasileiros. Lembre-se que um dia as pedras não vão mais rolar e só teremos os vídeos e discos pra nos confortar em tempos que os monstros sagrados estão em extinção.

Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Leonardo Carrasco

Formado em marketing e publicidade, músico, ator profissional, dublador e locutor. Atualmente trabalha como diretor de marketing.

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter