Antitranspirantes

Possuem em sua composição sais de alumínio e derivados que inibem a transpiração e dificultam a eliminação das toxinas através das axilas.

Postado dia 25/05/2017 às 09:00 por Renato Faury

Foto: Reprodução

Esses produtos possuem em sua composição sais de alumínio e derivados que inibem a transpiração e dificultam a eliminação das toxinas através das axilas.

Alguns anti-transpirantes podem irritar a pele e desenvolver infecções que podem levar à bacteremia (bactérias na corrente sanguínea). A depilação com lâmina pode agravar uma infecção axilar.

O corpo humano possui poucas áreas pelas quais as toxinas são eliminadas pela transpiração: As principais ficam atrás dos joelhos, das orelhas e axilas. Não sendo eliminadas, depositam-se nas glândulas linfáticas, debaixo dos braços, onde provocam mutação de células.

A maioria dos cânceres de mama ocorre no quadrante superior da área do peito, onde se localizam as glândulas. Os homens aplicam os antitranspirantes no cabelo das axilas e não diretamente sobre a pele, por isso o câncer ocorre em menor grau. As mulheres que aplicam antitranspirante após depilar ou arrancar os pelos das axilas, aumentam o risco devido às pequenas feridas e irritações da pele.

Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Renato Faury

Engenheiro civil pós graduado em Engenharia Ecológica, e Assessor do meio ambiente do LIONS Internacional Governadoria LC-5

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter