Alguém aceita mais um desafio?

Nossas vidas não são pautadas pelo comercial de margarina. Mas façamos um esforço para que elas não se tornem um eterno FLA x FLU

Postado dia 29/02/2016 às 09:00 por Joyce Silva

maternidade

Foto: Divulgação/Internet

Fui convidada uma vez. Duas. Três. Todas as vezes por amigas queridas, muito próximas. Aliás, até minha mãe me desafiou no post da maternidade.

Mas era uma época corrida, cheia de trabalho. Deixei passar. Quando estava prestes a fazer a brincadeira das três fotos, começaram os protestos. O outro lado: o de que mães não podem, não devem romantizar a maternidade. Que aquelas imagens são momentos fugazes de uma vida de atribulações e desafios mortais. E eu, que nem tinha postado ainda, fiquei de bode. Que chatice! Quer dizer que até nisso tem lado agora? Quem gosta de ser mãe, quem não gosta (levando sempre em conta que a maioria ama os filhos)? Achei que o Fla x Flu tinha parado lá no leite materno X leite artificial. Mas pelo jeito, a cada passo, a cada escolha seremos obrigadas – ou obrigaremos a nós mesmas e a todas ao redor – a escolher lado em uma batalha campal/ digital, cheia de nuances e acusações mútuas.

Gente, eu amo ser mãe da Nina! E também tem dia quando tudo que eu queria era fugir para as montanhas, começar uma vida no interior da Indonésia, de preferência solteira e sem filhos! É óbvio que cansa. É óbvio que tem dia que é delicioso. Mas precisamos mesmo levar tudo tão a sério? Até nós mesmas?

Sabe, não é o mundo que está chato. Somos nós. Com nossas certezas invioláveis, nossa mania de perseguir os outros. Sejamos leves. Julguemos menos. E sim, eu posto foto da Nina sim! Posto foto sendo feliz sim! Porque cabelo feio, roupa manchada de leite e papinha e olheiras mil já basta a imagem que vejo no espelho todo dia!

Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Joyce Silva

Joyce Silva é Relações Públicas, atua como sócia da empresa Igba Conteúdo.

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter