Agentes de Viagens: Criatividade e Inovação

O que as pequenas e grandes agências de viagem estão precisando no momento é diversificar seus produtos

Postado dia 26/02/2016 às 07:30 por Fabio Barbosa

viagem

Foto: Divulgação/Internet

É em momentos de crise que muitas vezes arranjamos alternativas, muitas vezes por necessidades e não oportunidades, para salvar nossos negócios. É notório que São Paulo é o maior receptor e emissor de turistas do Brasil e neste momento a atividade turística para os agentes de viagens tem dado uma grande reviravolta que vem afetando os agentes de viagens de forma bastante agressiva. Seja pelo aumento do dólar americano que afetou as viagens dos brasileiros para o exterior ou pela tecnologia que vem facilitando muito a compra direta pelo consumidor.

Mas também há aspectos positivos que devem ser elencados, como por exemplo, a maior facilidade de conhecer nosso país em relação a preços e principalmente por atrativos incríveis que temos. Recentemente tive a oportunidade, a convite da Associação Brasileira de Agências e Viagens e São Paulo – ABAV SP, de participar da 61° Fórum Executivo, onde um dos temas abordados foi o cenário econômico e tendências para agentes de viagens. O tema foi muito relevante aos cerca de duzentos agentes que estavam presente e sem dúvida era a grande preocupação das agências de turismo de pequeno porte que estão vendo suas receitas baixarem com o cenário econômico atual. O recado dado foi que todas as empresas precisam ser criativas e inovarem em algum momento, independente de crise econômica. Segundo estudo feito pelo professor Richard Foster na Universidade de Yale nos Estados Unidos da América, as grandes empresas tinham uma vida útil de sessenta anos na década de sessenta e no cenário atual é de quinze anos. Os motivos são diversos, seja por fechamento, fusões, novas aquisições ou até mesmo mudança de mercado.

O que as pequenas e grandes agências estão precisando no momento é diversificar seus produtos. Uma dica que posso deixar aos colegas é observar o que vem acontecendo no Estado de São Paulo. Há muitas cidades que estão oferecendo diversas atividades que tem atraído um grande público para o interior. Seja pelo turismo rural, aventura, cicloturismo, ferroviário, entre outros segmentos. Considerando a grande São Paulo, posso dar algumas dicas de cidades que vem aumentando seu fluxo de visitantes nos últimos anos. Cidades com menos de 70 km de São Paulo como Mogi das Cruzes, São Roque, Guararema, Juquitiba, Jundiaí, Embu das Artes, tem oferecido diversos serviços aos turistas, seja turismo de um dia ou final de semana. Posso dizer que alguns desses lugares não perdem em nada para lugares já consolidados. Excursões rodoviárias, ferroviárias com Expresso turístico de um dia ou mais, podem ser mais um serviço que deve ser explorado, pois essas cidades têm recebido muitas pessoas de São Paulo que organizam suas viagens de forma individual e em pequenos grupos, mas sem uma assessoria de agentes de viagens. Entrem em contato com as prefeituras e questionem sobre a demanda e oferta.

Criem seu próprio produto e inove em sua empresa com novos serviços nesse momento oportuno e latente. Não deixe a necessidade bater a sua porta.

Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Fabio Barbosa

Consultor em Turismo pela THG Consultoria e Turismo. Turismólogo pela UNIP . Mestre em turismo pela Iberoamericana.

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter