Adote um animal com o coração

O preconceito com o diferente, o fora do padrão, também existe para com os animais

Postado dia 28/04/2017 às 13:40 por Lisandro Frederico

animal

Foto: Reprodução

Se para os animais em perfeitas condições físicas a adoção já é uma missão árdua, imagine para aqueles que possuem algum tipo de deficiência física. Pois é. O preconceito com o diferente, o fora do padrão, também existe para com os animais. E dentro deste grupo, o de cães e gatos deficientes, o número de abandono é muito maior. O preconceito é real, mas é preciso superar estas barreiras.

Muitos acabam sendo abandonados por serem “feios”, por não conseguirem fazer todos os truques que um animal sem deficiência faz ou porque os seus proprietários acreditam que terão muito trabalho devido às necessidades especiais. Mera desinformação. Atualmente, a Medicina Veterinária oferece uma série de tratamentos e orientações que deixam a vida dos bichinhos muito próxima do normal.

Por exemplo, a paralisia de membros, uma patologia frequente em cães com o corpo mais comprido. O que muitos não sabem é que, caso tenham o tratamento e a atenção adequados dos donos, conseguem se adaptar a diversas situações. Hoje, há espécies de cadeiras de rodas ou próteses.

Mas adaptação precisa ser acompanhada de facilidades que o dono do cão ou do gato precisa colocar em prática. Um animal cego ou com paralisia, por exemplo, a orientação é para que os responsáveis mantenham os objetos sempre no mesmo local, como a comida e a cama, desta forma, a adequação será mais rápida.

O animal com deficiência consegue superar os obstáculos e amar incondicionalmente o dono. E participar do processo de recuperação é extremamente gratificante. Mas antes de tomar a decisão de adotar um animal nestas condições, converse com a família e procure um especialista. Com muito cuidado e carinho, ele pode levar uma vida tranquila e com qualidade.

O que podemos aprender com esse tipo de pet é que a deficiência na verdade está no preconceito. Livre-se deste sentimento. Os bichinhos mais velhos ou com alguma deficiência são os mais leais. Um cão ou gato com limitação quando amado e bem cuidado, sabe retribuir com gratidão.

Abra seu coração e a sua casa para uma animal deficiente. Mais do que um ato de amor, será uma oportunidade de conhecer e conviver com um ser que precisa apenas de amor e carinho para superar as dificuldades.

Quem quiser adotar um animal com este perfil, precisa escolher o animal não apenas com os olhos, mas, principalmente, com o coração

#:
Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Lisandro Frederico

É formado em Marketing, é atual vereador da cidade de Suzano e atualmente preside o Projeto Adote Suzano, ONG que atua na proteção dos animais

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter