A traição

Quando os sentimentos se confundem dentro do homem em busca da verdade no coração.

Postado dia 23/02/2016 às 00:00 por Fernando Maque

Foto: Divulgação/Internet

Foto: Divulgação/Internet

Eu sou um promíscuo. Um traidor.

Eu tenho um relacionamento sério com a alegria, mas eu a traio, sempre que posso, com a tristeza.

A Alegria é doce, gostosa, bacana, mas com o tempo deixa a gente mole, confortável demais. Deixa a gente meio bobo. A Tristeza não. Ela deixa a gente mais atento, mais esperto. Eu gosto dela.

Eu não queria gostar, de verdade, mas eu gosto muito da tristeza. Eu nem sei porque mas eu gosto. Eu a conheço bem. Ela sempre tenta me namorar.

Às vezes ela vem quietinha, sorrateira, se aproxima e tenta me beijar, roubar-me um abraço. Danada.

E às vezes ela consegue me pegar. E eu sempre arrumo um tempo pra ficar com ela. Mas hoje, depois de tantos anos, ela já não consegue me surpreender tanto. A Tristeza tem um rosto atraente, um corpo escultural, tem seios que nos fazem desejar ali deitar e pensar na vida, um tempo pensando, só para nos aconchegarmos em seu colo. É bom. Mas o prejuízo da alma vem depois. Depois não conseguimos nos soltar. Fica difícil escapar da tristeza. Danada.

Eu conheço a tristeza como a palma da minha mão. Ela me adora. Vive querendo me pegar, vive querendo passar a noite comigo. Confesso: às vezes ela me pega sim. Mas eu já consigo soltá-la, já consigo administrar meu tempo com ela, meu tempo ao seu lado.

Eu gosto da Tristeza. Não mais do quanto gosto da Alegria é claro, mas eu gosto dela porque é uma menina carente, uma menina que ninguém quer, e é tão bonita. Afinal de contas a Alegria não me ensina absolutamente nada, só a Tristeza.

A Tristeza me ensina a não quere-la, é como um vício que nos mata mas que é bom enquanto existe. Enquanto estamos com ela, de repente nos bate uma vontade de mudar o mundo, de mudar tudo, ela nos mostra coisas, ela nos mostra o que não queremos, ela nos mostra o que fizemos de errado, ela nos ajuda. Danada.

A Tristeza é boa pra mim. Eu gosto dela. Eu só não posso… viver com ela.

Um beijo pra você Tristeza, mas você precisa ir embora. Não fique triste comigo. De tempos em tempos a gente vai se ver novamente.

Aproveitando, leve um recado para a Alegria por mim?

Diga que estou disponível.

Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Fernando Maque

Filho de uma exímia pianista, Fernando tem a música no DNA, na veia e faz dela sua razão de viver. Um artista ímpar.

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter