A política e seu lados antagônicos

Vivemos um momento de total anestesia da sociedade brasileira. Estamos ‘embalsamados’ diante da magnitude dos valores roubados pelos políticos

Postado dia 22/08/2016 às 09:48 por Vitor Pedroso

política

Foto: Reprodução/Internet

Salve,

Resolvi lidar com o tema ‘política’ duma maneira diferente. Cada vez que o leitor acessa uma informação, ele se alinha à forma de vibração que o texto anuncia. Nessa seara de pensamento, diante de tantos escândalos que causam indignação até mesmo nas pessoas mais desinteressadas do assunto, quando o leitor verifica que teve seu futuro surrupiado por pessoas inescrupulosas que desviam dinheiro de merenda, hospitais, etc, a tendência é baixar a vibração e aumentar a pulsação de raiva, transferindo essa energia ao seu entorno.

Essa bolha de sentimentos se une à bolha de outros leitores da mesma notícia que se encontram nos mais diversos locais e formatam uma egrégora do mal. Não é difícil compreender que, nesse momento, movimentamos uma quantidade formidável de átomos e elétrons fomentando a corrente negra com alcance transnacional. Pensamentos negativos alimentam o Lado Obscuro!

Percebi, ao longo de minha experiência terrena, que esse conjunto de energias negras vem abastecer a egrégora diabólica que nos comanda. E ainda garantem sua manutenção no poder como pseudo-salvadores da pátria.

Observem que, no período que acaba de se encerrar em 2012, o homem era preparado para seguir ‘mestres’. Todavia, na era de Aquário que acabamos de adentrar, não teremos necessidade de seguir ninguém, já que a maioria das respostas das perguntas pode ser encontradas no Google, por exemplo, e temos uma infinidade de informações ‘gratuitas’ à nossa disposição na rede.

O merchandising extremamente rebuscado das propagandas de margarina e do jornal das 20h bem demonstra o poderio de nossos controladores illuminatis. Notem que o jornal das oito ficou como um marco de informação importante crivado dentro de nosso intelecto, e muitas vezes, até ‘inconscientemente’ nos vemos compelidos a assistir o tal noticiário naquele horário e canal.

Por óbvio, notícias que jogam o jogo sujo dos comandantes do mundo nos conduzem a reduzir nossa vibração, criando raiva ou medo em nossos corações. A maciça maioria das notícias políticas de ‘sucesso’ vem com os grandes escândalos. Vivemos um momento de total anestesia da sociedade brasileira, ‘embalsamados’ diante da magnitude dos valores roubados, que poderiam terminar com a fome no mundo.

Hilary Clinton será a nova presidente da ala superior do planeta, e isso eu já havia previsto quando o negro Obama foi eleito. Notem que ela vem apoiada pela Ku Klux Klan!!!

Observe, que nesse ponto da leitura, levei você a abaixar a vibração, gerando ira ao verificar que vem sendo roubado por uma equipe de brasileiros e estrangeiros que jogam o jogo dos Obscuros, ou qualquer nomenclatura considerada negativa que o leitor prefira adotar.

Eu poderia ganhar atenção de muitas pessoas se meu interesse escrevendo fosse de fomentar um séquito de consumidores em potencial, mas minha personalidade forte e minha missão terrena é outra.

Nesse diapasão, venho trazer a visão do lado positivo desse tsunami governamental que estamos suportando: a projeção de nosso PIB saiu de 3,5% negativo, para 1,1% positivo (em 90 dias de governo), e vimos enxugando a máquina com sucessivas demissões, fazendo com que nossas avaliações positivas internacionais estejam em alta.

O panorama para o futuro do Brasil saiu do pessimismo e voltou a pulsar com o azul anil de nossos céus… Numa escala singela, é certo. Mas, pra quem acabou de pisar nas fezes de cachorros com colarinho branco, encontrar um gramado e uma poça de água já ajuda a se livrar de boa parte do incômodo.

Estamos próximos da eleição. Nesse evento poderemos cuidar melhor de nossa gente, não elegendo figuras que acabaram de defecar em nossos pés, e esse fato possibilita reação que merece ser comemorada como festa natalina.

A Operação Lava Jato vai deixar os financiadores de campanha de plantão muito ariscos e esse fato vai inibir a conduta escancarada que os governantes de carteirinha vinham impondo a nação.

Nos domesticaram para esperar um plano de governo, quando temos condições de criar os nossos próprios planos para que os candidatos que desejem governar venham seguir à risca.

Vou dar só um sinal de como podemos mudar o jogo. Podemos criar lei específica para que as obras públicas sejam fiscalizadas por satélite em tempo real. Somente após terminada a execução das tarefas é que o dinheiro público sairia para as mãos do executor.

Outra conduta interessante para quem almeja ser candidato seria criar um site para receber os pedidos de seus eleitores e então, somente depois de ouvi-los, vir a decidir sobre as questões do mandato.

Nesse momento de eleição, convido o leitor a realizar uma simples listinha com o tipo de benefício de sua preferência. A despeito da construção de hospitais, creches, escolas, saneamento em sua região, etc… há o principal: Que tal pedir para o candidato assinar um termo público em cartório repassando todos os seus bens para uma entidade pública, tipo o Lar das Crianças, a APAE ou asilos, caso não venha seguir a risco o Plano de Governo que assumir com seus eleitores?

Aquele que se dispuser a prestar garantia de seu mandato com os próprios bens merece voto de confiança.

Sorria, estamos voltando a respirar!

Saudações Libertárias.

Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Vitor Pedroso

Seguindo ordem de acontecimentos : surfista, atleta de voleibol, agropecuarista, empresário surfwear, caminhoneiro, advogado e espiritualista

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter