5 dicas para ajudar na adaptação escolar dos seus filhos

Deixe a criança descobrir um novo mundo. E, principalmente: não chore no portão da escola!

Postado dia 08/02/2017 às 08:30 por Priscilla Brandeker

aulas

Foto: Reprodução

Primeira vez do seu bebê na escolinha? Quem está mais ansioso, você ou o seu filho? Quem está com mais medo, você ou seu filho? Quem está mais feliz ou triste?

Pois bem, esse é um período bastante complicado, primeiro por ver o seu bebê crescendo e saindo para o mundo, depois pela saudade prévia que já sabe que irá sentir e, além disso, do medo que permeia a cabeça de muitos papais e mamães de que a escola ou a professora não serão bons para o seu filho.

Aqui descrevo algumas dicas que possam ajudá-los nessa fase inicial ou até mesmo em uma mudança de escola ou de grau de escolaridade:

  • Demonstre confiança. Confiança em si e na criança. Isso mesmo. Demonstrar que você está feliz por essa nova fase é o primeiro passo para transmitir tranquilidade e confiança à criança. Quando os pais demonstram que confiam que os filhos possam caminhar sozinhos e seguir para novos rumos, eles também passam a acreditar e a confiar que podem.
  • Olhe nos olhos. Parece óbvio, mas muita gente não faz, pelo simples hábito. Ajoelhe-se na frente do seu filho, converse com ele e lhe transmita todo amor, toda paz e toda confiança (deixe o apego e o aperto no coração um pouquinho de lado nesse momento). A criança é capaz de captar e sentir tudo o que os pais sentem.

escola1

  • Não compare. Você ficar o tempo todo falando que o filho do vizinho não chorou, que o irmão mais velho tirou 10, que a prima fez tantos amigos, a criança vai passar a querer atender a todas essas expectativas e poderá ficar extremamente ansiosa se perceber que não vai conseguir ou não está preparada. Cada criança tem o seu tempo, suas percepções e gostos.
  • Compartilhe sua vida com seu filho. Fale sobre o seu dia-a-dia, sobre os percalços, sobre as coisas boas e as surpresas, assim, ele também passa a sentir vontade de compartilhar como foi o seu dia, suas alegrias, suas preocupações e assim estabelece-se um suporte mútuo, uma cumplicidade.
  • Deixe a criança descobrir o novo mundo. Dê espaço a ela. Muitas coisas novas para processar em pouco tempo podem confundir a cabeça dela, então dar tempo ao tempo, dar apoio e suporte quando solicitados e dar espaço quando preciso, ok papais e mamães?

Última dica extra: não chorem no portão da escola, por favor!!? (Chorem em casa e sem que elas vejam, assim elas não pensam que os pais estão tristes por algo que é bom para elas.)

Muito boa sorte!

Excelente ano letivo para todos.

Um abraço,

 

Priscilla T. Brandeker

Psicóloga

CRP 06/123945

 

Compartilhar:

Sobre o Autor

avatar

Priscilla Brandeker

Priscila Brandeker é psicóloga especializada. Atende crianças, adolescentes, adultos e também pessoas da terceira idade. Priscilla T. Brandeker Psicóloga (CRP 06/123945)

Obs: As postagens do autor são de plena responsabilidade do mesmo, o portal se isenta de qualquer conteúdo que possa ser ofensivo.

Veja mais posts deste autor

Leia também

Assine a nossa newsletter